.

Olha só a notícia que foi publicada no the Guardian recentemente: Theresa Marteau, diretora da unidade de pesquisa comportamental e de saúde da Universidade de Cambridge, revelou que o aumento do tamanho das taças de vinho nas últimas centenas de anos, nos incentivou a beber mais do que deveríamos. Será mesmo? rsrsrsrs. Segundo ela, as taças passaram de modestos 65ml (sim, apenas isso mesmo) a 450ml nos últimos 300 anos. Com essa mudança, as taças passaram a ser quase sete vezes maiores do que costumavam ser.

 A pesquisadora disse que a pesquisa realizada por sua equipe analisou taças de vinho do século XVIII do Museu Ashmolean, em Oxford, taças de vinho do século XIX do Palácio de Buckingham, e taças modernas vendidas e concluiu, claramente, que as taças aumentaram de tamanho. Inclusive afirmou que a década de 90 foi um “período-chave” para a mudança.

Para provar a teoria, os pesquisadores conduziram um experimento de seis semanas, num bar de vinhos – vendendo 175ml de vinho em taças de três tamanhos em diferentes momentos. Por incrível que pareça, as vendas aumentaram 14% quando foram usadas as taças maiores, sem nenhuma diferença observada com os outros dois tamanhos.

Com o resultado da pesquisa podemos concluir rapidamente da próxima vez que nosso vinho favorito chegar numa taça estranhamente grande, o que pode estar pro trás do ato, não é mesmo?!!! rsrsrsrs. O pior é que depois a gente afirma: “…mas eu bebi somente uma taça!!!” (hahaha).

Comentários

comentários

Close