.

Recebi  da Vinhos África do Sul alguns rótulos da vinícola Durbanville Hills para experimentar e vou falar um pouquinho deles aqui nesse post. Primeiro, é importante lembrar que a África do Sul produz vinhos há mais de 300 anos e está entre os 10 maiores produtores da bebida no mundo, somando 340 vinícolas e 4.200 produtores. Já a Durbanville Hills, localizada em Western Cape, foi criada em 1990 e tem como marca a a seleção de uvas de alta qualidade produzidas nos 10 produtores parceiros e a alta tecnologia que possui.

Durbanville Hills, localizada em Western Cape, foi criada em 1990
Durbanville Hills, localizada em Western Cape, foi criada em 1990

Vinhos

Recebi quatro exemplares. Todos chamados Durbanville Hills, das seguintes uvas: Pinotage, Cabernet Sauvignon, Chardonnay e Sauvignon Blanc. Experimentei cada um deles em ocasiões muito diferentes, mas, de modo geral, posso afirmar que são vinhos muito bons e com preço muito justo para o que oferecem – em média são vendidos a R$81,00. Esses vinhos são trazidos para o Brasil pela importadora Zahil.

Durbanville Hills Sauvignon Blanc

Apreciei o Durbanville Hills Sauvignon Blanc em um fim de tarde bem quente, o que tornou o vinho melhor ainda
Apreciei o Durbanville Hills Sauvignon Blanc em um fim de tarde bem quente, o que tornou o vinho melhor ainda

A uva Sauvignon Blanc tem se saído muito bem na África do Sul e esse vinho é um bom exemplo disso. Apreciei a bebida em um fim de tarde bem quente, o que tornou o vinho melhor ainda. Aromas intensos e acidez marcante é, em resumo, o que posso falar desse vinho. No nariz apresentou notas cítricas e também de pera, maracujá e até papaya. Na boca, mostrou-se refrescante e persistente, enfim, muito fácil de agradar. É ideal para acompanhar comidas leves.

Durbanville Hills Chardonnay

Durbanville hills
Durbanville Hills Chardonnay: Vinho perfeito para harmonizar com sol, mar e/ou piscina!!!

Vinho perfeito para harmonizar com sol, mar e/ou piscina!!! No nariz esse vinho apresentou frutas cítricas e uma nota toda especial de manteiga. Na boca ele mostrou-se elegante, untuoso (pelo estágio em barricas de carvalho), e com notas de limão, laranja e damasco. Seu final mostrou levemente doce e prolongado.

Durbanville Hills Pinotage

Durbanville Hills Pinotage
Durbanville Hills Pinotage: de todos, foi o que mais me impressionou!

Elaborado com a uva ícone da África do Sul esse vinho foi o que mais me impressionou. A cor é muito bonita, um rubi intenso super concentrado. No nariz mostra mirtilo, cassis e alcaçuz misturado com morangos e um toque todo especial de fumaça, que surpreende. Depois de respirar na taça, também apresentou couro e café. Na boca mostrou-se intenso, com corpo médio e boa persistência. As notas de frutas negras apareceram mescladas a toques de frutas silvestres. Um vinho interessante para acompanhar embutidos e defumados.

Durbanville Cabernet Sauvignon

Durbanville Hills Cabernet Sauvignon: Apresenta notas de frutas escuras e também de cereja, madeira e uma nota exótica e intensa de azeitona preta
Durbanville Hills Cabernet Sauvignon: Apresenta notas de frutas escuras e também de cereja, madeira e uma nota exótica e intensa de azeitona preta

Segundo o enólogo da vinícola, Martin Moore, “esse vinho exprime o terroir das colinas onde são produzidas suas uvas, em Cape Town.”  É uma bebida com boa textura e frescor. Apresenta notas de frutas escuras e também de cereja, madeira e uma nota exótica e intensa de azeitona preta. No paladar é macio e tem uma média persistência. Bem equilibrado, é perfeito para harmonizar com carnes grelhadas, cordeiro ou queijos curados.

Comentários

comentários

Close