.

Vinho brancoPara elaborar um vinho branco, normalmente são utilizadas “uvas brancas”, isto é, sem coloração na casca. Mas, é possível também fazer um vinho branco a partir de uvas tintas.

Ocorre que o suco da maior parte das uvas tintas não tem cor, pois apenas a casca possui a pigmentação. Logo, um vinho branco pode ser feito a partir do suco das uvas tintas, embora essa prática não seja muito usual.

O processo de elaboração dos vinhos brancos ocorre da seguinte forma: após juntar uma grande quantidade de uvas viníferas brancas ou tintas e colocá-las em um recipiente limpo, as uvas são esmagadas para romper as cascas. Depois, são prensadas para obter o mosto (suco) e retirar as cascas. O mosto é colocado em um recipiente destinado à fermentação – processo em que as leveduras (pequenas substâncias existentes nas uvas) entram em contato com o açúcar do mosto e, paulatinamente, o transformam em álcool. As leveduras também produzem dióxido de carbono que evapora. A fermentação nos vinhos brancos ocorre a temperaturas que variam de 12 a 22 graus para preservar os aromas da fruta. Esse processo dura normalmente de duas a quatro semanas.

Algumas variedades de uvas brancas

chardonnayChardonnay – Conhecida como a “Rainha das Uvas Brancas” por ter emigrado de Borgonha, sua terra de origem, para quase todos os lugares do mundo. Seu sabor vai da fruta verde, passa pela cítrica e chega à tropical, dependendo do clima onde é cultivada (fresco, moderado e quente, respectivamente). Possui acidez naturalmente alta e produz vinhos secos. Quando fermentada e envelhecida em barricas de carvalho pode apresentar notas de madeira e avelã.

Sauvignon Blanc – Casta proveniente de climas frescos e moderados com aromas e sabores penetrantes de frutas verdes e herbáceos. Possui aromas refrescantes. Na França, são produzidos excelentes vinhos no Vale do Loire, como os Sancerre, e em Bordeaux, os Sauternes (vinhos doces). Algumas regiões de climas mais moderados da Nova Zelândia, da Califórnia, da África do Sul e do Chile também produzem vinhos de qualidade superior com a mesma casta.

Rieslings – As regiões clássicas de produção dessa casta são Alemanha, Áustria, Austrália e França (Alsácia). A Riesling normalmente é marcada por acidez saborosa e um delicado aroma frutado floral. Dependendo do clima onde é cultivada pode apresentar aromas de frutas verdes e até de frutas de caroço (pêssego). Essa é uma casta apropriada para colheitas tardias uma vez que os açúcares se desenvolvem lentamente e a uva consegue reter sua acidez. Os níveis altos de acidez, inclusive, ajudam muitos Riesling a envelhecer na garrafa, onde desenvolvem sabores de mel e de torrada.

 

 

Close