12 vinhos da África do Sul que você deve experimentar

Muscat de Frontignan colhidas tardiamente para produzir o aclamado “Vin de Constance”

A África do Sul é um país incrível e, sem dúvidas, é um excelente destino para quem ama a natureza, a boa mesa e os vinhos. Após uma experiência de 13 dias na cidade de Cape Town e arredores, pude visitar muitas vinícolas, restaurantes e, claro, degustar inúmeros vinhos da África do Sul sensacionais. Nesse post vou compartilhar com vocês a lista de alguns dos que mais me chamaram a atenção – são vinhos de diversas faixas de preço e de estilos diferenciados, mas que possuem algo em comum: são deliciosamente bem feitos! Infelizmente, pouquíssimos desses vinhos da África do Sul são comercializados no Brasil, mas, por sorte, a maior parte pode ser encontrada com facilidade nos restaurantes, lojas e supermercados de Cape Town e Stellenbosch a preços bem interessantes. Se for a África do Sul (leia mais dicas aqui) não deixe de apreciá-los.

Confira os vinhos da África do Sul que selecionei pra você:

“Vin de Constance” 2015, da Klein Constatia

Uma mistura de mel, frutas cítricas, frutas confitadas e caramelo com um balanço perfeito entre acidez e doçura. Esse vinho de sobremesa, feito por meio da colheita tardia de Muscat de Frontignan, é realmente excepcional – não é à toa que é considerado um dos brancos doces mais emblemáticos do planeta. É um forte concorrente para os venerados Chateau d’Yquem e Tokaji. Uma curiosidade: esse vinho foi muito popular nos séculos XVIII e XIX, na Europa, onde foi apreciado por celebridades como Napoleão Bonaparte, Alexandre Dumas e Baudelaire.  Por conta da filoxera, desapareceu no final do séc. XIX. Apenas na década de 90 foi retomada sua produção pela Klein Constantia. É um vinho que, sem dúvidas, deve entrar na lista de qualquer enófilo como meta para ser degustado nessa encarnação!!!!! Preço médio  US$100.

Capriole MCC 2016, da Cavalli Wine Estate

Capriole Methode Cape Classique

Elaborado 100% com a Chardonnay. Para quem não sabe, MCC significa Methode Cape Classique e é o espumante produzido na África do Sul pelo método tradicional, ou seja, com a segunda fermentação feita na própria garrafa, como em Champagne. Esse da Cavalli ficou dois anos em contato com as borras. É fresco e bem frutado. Tem perlage fina e abundante. No nariz tem notas de frutas brancas de caroço e leveduras. Na boca, lembra melão, pêssego e brioche. Possui boa acidez, ótima cremosidade e persistência. Amei! Detalhe custa apenas 200 rands, ou seja, R$50,00!!!!

Eikendal Infused by Earth Chardonnay 2016, da Eikendal Wine Estate

Eikendal Infused by Earth Chardonnay 2016

(Vinho de 550 rands, algo em torno de R$138,00). Esse branco me deixou de boquiaberta. É ma-ra-vi-lho-so! Considerado um vinho ultra-premium por seus produtores, é proveniente de uvas plantadas em solos de granito e amadurece 16 meses em barricas de carvalho sem tosta (60%). É elegante e intenso ao mesmo tempo. Tem uma acidez intensa. No nariz possui toques cítricos, mel, pera e leveduras. Na boca é macio e fresco com toques florais, minerais, de mel e leveduras. Excelente persistência. Altamente complexo.

Asara Bell Tower 2012, da Asara Wine Estate

Asara
Asara Tower Bell

Um Bordeaux blend feito com Cabernet Sauvignon (52%), Merlot (20%), Cabernet Franc (11%), Malbec (10%), Petit Verdot (7%). Ele custa cerca de 400 rands (R$100), e é simplesmente incrível! Até hoje só foram feitas as safras 2011 e 2012. Com sete anos de vida, eu arrisco que esse vinho ainda tem pelo menos mais uns dez aninhos pela frente. É muito elegante; no nariz, tem notas marcantes de frutas negras e grafite; na boca, apresenta toques de mirtilo e notas leves de cedro e charuto. Tem acidez média alta, longa intensidade no retrogosto e taninos redondos. 

Syrah Circumstance, da Waterkloof

Syrah Circumstance

 É, na verdade, um vinho com grande expressão de frutas negras e toques terrosos. Um Syrah estilo Rhône com típicas notas de pimenta preta e outras especiarias no nariz, completadas por ameixas. Na boca, tem uma acidez marcante e um tanino aveludado com notas minerais de pedra e um final longo e persistente. É elegante. Esse vinho foi feito com uvas provenientes de solos cultivados com adubos e preparações biodinâmicas e arados por cavalos de forma a garantir um solo solto e com mais vida. Experimentei o da safra 2015 (197 rands, cerca de R$68,00).

Kanonkop Pinotage 2009, da Kanonkop

Kanonkop Pinotage

 (580 rands, cerca de R$145,00) – É um Pinotage sensacional, considerado um dos melhores da África do Sul por vários especialistas. É produzido com uvas de vinhedos de 30 a 60 anos. É intenso e incrivelmente persistente. Muito diferente de vários Pinotages simples que chegam ao Brasil – geralmente mais rústicos e com leves toques de borracha queimada. Esse, na verdade, é complexo e potente com intensas notas de frutas negras e vermelhas, misturadas a notas terrosas e chão florestal. Na boca já mostra algumas ligeiras notas de evolução. Uma acidez média alta aliada à boa persistência e taninos firmes. Enfim! Um vinho sensacional e perfeito para encerrar com chave de ouro a minha visita às maravilhosas vinícolas de Stellenbosch. (Esse vinho é trazido pelo Brasil pela Mistral)

Chenin Blanc 2016 Anima, da Avondale

Anima Chenin Blanc

A Chenin Blanc é uma uva nativa do Vale do Loire, na França, é bastante versátil e se adaptou muito bem na África do Sul. No entanto, nem todos os vinhos produzidos com essa uva por lá são tão memoráveis como esse Chenin Blanc Anima. A cor do vinho já atrai com seu amarelo-dourado intenso, não resultado do tempo, mas da fermentação dos cachos inteiros das uvas em ânforas (20%) e da maturação em barricas de carvalho francês de 500 litros. Esse vinho possui uma complexidade excepcional no nariz e apresenta notas intensas de mel, misturadas com toques de pedra de isqueiro, toques de melão, pera e pêssego. Na boca, tem uma envolvente maciez ácida com muito volume sem ser enjoativo. Uma persistência incrível com muito mel no fim de boca. Em síntese é um vinho mineral, persistente, elegante e fino. Preço: 260 rands, em média R$90,00.

Bloemcool Tinto Fino 2015, Fairview Wine and Cheese

Bloemcool

Esse vinho é feito à base da Tinto Fino, também conhecida como Tempranilo e custa cerca de 440 rands ou R$110. Pôde ser apreciado acompanhando variados queijos de cabra produzidos e vendidos na própria vinícola. Com menos de 3mil garrafas produzidas, é uma verdadeira raridade. Tem uma bela cor rubi brilhante e no nariz exibe notas intensas de frutas silvestres, embutidos e leves toques de baunilha. Na boca tem um tanino macio, um bom corpo e uma persistência razoável. Sem dúvidas, um delicioso sul-africano com alma espanhola!

Miko Red 2010, da Mont Rochelle Winery

Miko Red

Um blend de Syrah e Cabernet Sauvignon que entrou diretamente para minha lista dos melhores tintos que degustei na África do Sul. É um vinho extremamente complexo que seduz logo na cor – um rubi brilhante com notas violáceas que revelam que ainda tem um bom tempo de vida. No nariz apresenta notas de frutas negras, especiarias, pimenta e charuto mescladas com frutas negras frescas. Na boca é potente e envolvente, mas extremamente elegante. Tem taninos presentes, mas macios, e uma longa persistência. Um verdadeiro achado produzido em pequena escala.  Custa cerca de 500 rands ou R$160,00. Os Miko Reds são produzidos apenas em safras excepcionais e têm intervenção mínima na adega a fim de garantirem expressão final do terroir de Mont Rochelle.

Big G Holden Manz 2014, da Holden Manz Wine Estate

Big G Holden Manz

Elaborado para homenagear o dono da vinícola, Gerard Holden. É um “Bordeaux Blend” de Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc e Merlot, que descansa (70%) 24 meses em barricas de carvalho francesas. É um vinho de guarda de cor rubi e com sedutores aromas de alcaçuz, cerejas negras, ameixas e notas de cedro. É encorpado e tem 15% de álcool. Possui taninos firmes e um final de boca persistente mostrando frutas pretas e notas de chocolate. Um vinho bem elaborado que mostra o potencial do Novo Mundo. Ideal para amantes de vinhos mais potentes. Custa 275 rands ou R$70,00.

Rust en Vrede Estate 2015, da Rust en Vrede Winery

Rust en Vrede Estate

Excelente vinho de uma das primeiras vinícolas da África do Sul a receber o prêmio Top 100 tanto de melhor restaurante como de melhor vinícola. É um blend de Cabernet Sauvignon, Syrah e Merlot. Vinho extremamente equilibrado: acidez perfeita, taninos redondos e aveludados, excelente estrutura e persistência. Notas de alcaçuz, mirtilo, ameixas e violetas. Maravilhoso para ser apreciado hoje mas também daqui a 10 anos ou mais. O preço é excelente.

Kleine Zalze Shiraz Vineyard Selection, 2016, da Kleine Zalze Vineyard

Kleine Zalze Shiraz

Delícia de vinho que apreciei após indicação de um sommelier em um restaurante de Stellenbosch. É um vinho intenso tanto no nariz como na boca. Foi maturado por 18 meses em barricas de carvalho francês de primeiro, segundo e terceiro que foram misturadas após o estágio para formar o corte. Os aromas de frutas negras com notas de pimenta e frutos silvestres são bem intensos. Na boca também é possível notar notas de chocolate amargo. Tem uma longa persistência, excelente estrutura e taninos macios.

Vinhos da África do Sul e Preço

Os vinhos da África do Sul além de maravilhosos são muito baratos no país de origem. É uma pena que chegam por aqui tão caros…:(

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.