.
Malbec

Todo enófilo já teve, com certeza, a oportunidade de beber um vinho Malbec, feito a partir dessa uva tão emblemática na Argentina!

Muito famosa, principalmente entre os nossos hermanos, ela é celebrada no dia 17 de abril pela iniciativa global Malbec World Day (MWD), criada pela Wines of Argentina!

Sua aparência é caracterizada por suas pequenas bagas pretas e costuma produzir vinhos com cor escura e sabor profundo de ameixa, de bom corpo, baixa acidez e taninos potentes e macios. Quando o vinho é mais complexo e passa por envelhecimento, pode apresentar notas de frutas secas, figo e trufas. Frequentemente, seu vinho é vendido como varietal, mas pode ser útil em mesclas com Cabernet Sauvignon e Shiraz.

Malbec na França

Essa casta tem origem francesa! Acredita-se que ela é originária da região de Cahors no sudoeste da França. A uva é o resultado de um cruzamento das castas Prunelard x Magdeleine Noire des Charentes.

Além disso, ela também já foi muito famosa na região de Bordeaux e hoje representa uma parte menor nos cortes bordaleses. Lá ela é conhecida como Côt ou Noir de Pressac. No passado ela era mais presente até que o rigoroso inverso de 1956, que chegou a temperaturas de -26º, matou boa parte das videiras de Malbec e os vinhateiros de lá replantaram a Merlot no seu lugar.

Malbec – uva emblemática da Argentina

Apesar de ser originária na França, é na Argentina que a Malbec brilha! E atualmente, esse país é o principal produtor de Malbec do mundo! Desde 2011, é a variedade mais cultivada no território! Ela representa 39% das variedades tintas e 22,4% da área total cultivada para vinificação. Em decorrência disso, tornou-se a uva símbolo desse país e fez com que a Argentina tenha se tornado o quinto produtor mundial de vinhos.

Malbec argentino começou a se desenvolver em meados de 1853, pela mão do francês Michel Aimé Pouget (1821-1875), agrônomo contratado por Domingo Faustino Sarmiento para levar adiante a direção da Quinta Agronômica de Mendoza. Esta iniciativa propunha incorporar novas variedades de cepas como meio para melhorar a indústria vitivinícola nacional. Em 17 de abril de 1853, com o apoio do governador de Mendoza, Pedro Pascual Segura, o projeto foi apresentado perante a Legislatura Provincial, visando fundar uma Quinta Normal e uma Escola de Agricultura. Este projeto foi aprovado com força de Lei pela Câmara de Representantes em 6 de setembro do mesmo ano. E é, por essa razão, que o dia 17 de abril foi escolhido como o Dia Mundial da Malbec.

Close