.
IMG_5171
O melhor restaurante de vinícolas do mundo não está em Bordeaux e nem na Califórnia…

Não está na França e nem nos Estados Unidos. O melhor restaurante em vinícola do mundo está localizado em Mendoza, na Argentina, e quem visitar a cidade não pode deixar de conhecê-lo. Trata-se do restaurante da vinícola Ruca Malén, situada em Luján de Cujo. O local tornou-se internacionalmente reconhecido por ganhar a medalha de ouro do cobiçado prêmio Global Best of Wine Tourism, criado para distinguir os agentes promotores de enoturismo do Velho e do Novo Mundo.

IMG_5145
O resaurante da Ruca Malén, em Mendoza,  foi vencedor da medalha de ouro do  prêmio Global Best of Wine Tourism, criado para distinguir os agentes promotores de enoturismo no mundo

Menu degustação – Ruca Malén foi uma das primeiras vinícolas em Mendoza a desenvolver o conceito de menu degustação em seu restaurante, e posicionou-se como um dos melhores da Argentina. Seu objetivo é expressar o terroir em cada um dos elementos que compõem a experiência, oferecendo o melhor casamento de vinhos com a culinária local. Além de desfrutarem do cardápio perfeito, os visitantes podem aproveitar para se deleitar diante de uma vista privilegiada com vinhas e os Andes ao fundo.

IMG_5210
Cardápio perfeito e vista para as vinhas e para os Andes tanto nas áreas externa como interna

Meu almoço – Durante meu passeio por Mendoza fui conhecer o lugar, que amei de paixão. O menu do almoço custa 600 pesos por pessoa, mas vale cada centavo. Inclui dois aperitivos, entrada, prato principal e sobremesa – tudo harmonizado com os vinhos produzidos na vinícola. O cardápio varia a cada estação e é elaborado em conjunto pelo chef argentino Lucas Bustos, pela sommelier da casa Eugenia de la Iglesia e pelos diretores da vinícola. Confira o que apreciei:

IMG_5202
Mesa da Ruca Malén preparada para iniciar o menu único da casa: dois aperitivos, entrada, prato principal e sobremesa – tudo harmonizado com os vinhos produzidos na vinícola

Primeiro aperitivo: salada fresca de quinoa, cebola fresca, maçã granny smith, gotas de limão, sorbet de água de manancial e ervas frescas acompanhado de um fresco, cítrico e floral Yauquen Chardonnay 2013  que não passou por estágio em madeira e nem por fermentação malolática.

foto (6)
Detalhe especial foi o sorbet de água do manancial: união de criatividade e requinte!
foto-14
O frescor e sabores frutados cítricos do Chardonnay Yauquen (sem passagem por barrica e sem fermentação malolática) ficaram deliciosos com a também cítrica e fresca  salada de quinoa.

Segundo aperitivo: flocos de beterraba nevados com queijo fresco de cabra, gotas de azeite de oliva, redução de vinagre balsâmico e uvas-passa acompanhado do Yauquen Malbec-Cabernet Sauvignon 2013, um vinho simples, mas que ressalta, sobremaneira, toda vivacidade das cores, aromas e sabores dos  frutos vermelhos do Malbec de Luján com leves toques de especiarias do Cabernet Sauvignon.

foto (7)
Linda aparência do prato de flocos de beterraba nevados com queijo fresco de cabra
foto-2
Os taninos macios e doces do Yauquen Malbec/Cabernet Sauvignon fizeram um casamento perfeito com os sabores levemente adocicados desse prato.

Entrada: crosta de toucinho defumado, terra de cogumelos de pinheiro, creme de queijo defumado, azeitonas secas, cenouras, cebolas e batata-doce crocante acompanhado do Ruca Malén Cabernet Sauvignon 2011, com suas notas marcantes de frutas negras maduras, tostado e especiariais e com seu final persiste.

foto (8)
Crosta de toucinho defumado com terra de cogumelos de pinheiro: sabor especialíssimo.
foto-3
As especiarias desse Cabernet Sauvignon fizeram um casamento perfeito com os sabores terrosos do prato.

Prato principal: medalhão de filé grelhado com batatas douradas, tomates secos ao sol, ameixas-passas e vegetais refogados em oliva acompanhado do Ruca Malén Malbec 2012, frutado, fresco com taninos macios e muito estruturado e do Kinien Malbec 2010, vinho top da vinícola, bastante potente, intenso e complexo com notas de frutas vermelhas maduras, violeta e tostado (Sem dúvida, o melhor dentre todos da degustação).

IMG_5124
O medalhão de filé grelhado com batatas douradas foi servido com os dois melhores vinhos da vinícola.
Proveniente de vinhedos antigos, esse vinho é realmente excepcional. Bastante complexo
Potente, intenso e complexo com notas de frutas vermelhas maduras, violeta e tostado, esse foi o melhor vinho entre todos os degustados, e fez a harmonização esperada com o prato principal.

Sobremesa: seleção de doces de campo, sorvete artesanal de mel e laranja, decorado com crocante de laranjas acompanhado de uma taça do espumante Ruca Malén Brut desenvolvido pelo método tradicional apresenta notas de leveduras, mas é também bastante fresco e frutado.

IMG_5143
A acidez do espumante tradicional da vinícola foi um ótimo complemento aos doces de frutas cítricas servidos.
foto (9)
Espumante com perlage (borbulhas) finas e persistentes, como esperado de uma bebida do gênero.

Só alegria – Depois de tudo isso, somente um sorrisão e mais um brindezinho para a foto, não é mesmo?

foto (4)
Eu e meu marido, Guilherme Penchel, fotógrafo do blog

Reserva – Para almoçar no local é necessário efetuar reserva com antecedência pelo site da vinícola. Devido a alta procura, é interessante que seja solicitada com, no mínimo 15 dias de antecedência. O restaurante da Ruca Malén está aberto todos os dias somente para almoço, que é servido às 12h30min ou às 13h. Está localizada na Rota Nacional 7km, Agrelo, Luján de Cuyo.

Dica importante – Como eu fiz vários passeios, optei por organizar toda a minha programação de viagem junto a uma empresa especializada que, além de transporte especial e roteiro personalizado, realizou todas as reservas para mim. O nome da agência é Nossa Mendoza e é voltada exclusivamente para atender turistas brasileiros. Gostei muito do serviço e atendimento e recomendo.

Veja mais fotos da Ruca Malén no Facebook do Blog.

Comentários

comentários

Close