.

Segundo informações da revista Exame, a partir de julho, a gigante das bebidas Ambev trará um lote de 311 mil garrafas do vinho argentino Dante Robino ao país, assim expandindo seu portifólio que até agora contava com marcas consagradas de cervejas, como Skol, Brahma, Antarctica e Bohemia. Será a primeira vez que companhia vai importar a bebida para o Brasil.

A companhia importará pela primeira vez a bebida para o Brasil

Com o foco no público jovem, os vinhos estarão disponíveis através do aplicativo Zé Delivery, pertencente à Ambev e presente em mais de 200 cidades. Com entregas em menos de uma hora e com a promessa de bebidas sempre geladas, o aplicativo incluirá dois espumantes, um demi-sec e um brut, e três tipos de vinhos, um branco, feito a partir de uvas chardonnay, e dois tintos, um cabernet sauvignon e outro malbec.

A importação de vinhos pela Ambev segue a alta do consumo de vinhos, que cresce desde o início da pandemia de covid-19. O consumo per capita subiu 30% no País e chegou à 2,78 litros por cada habitante com mais de 18 anos. Com bares fechados e o cancelamento de eventos, a entrega por delivery também foi impactada de maneira positiva e, segundo informou a revista Exame, em 2020, o Zé Delivery realizou 27 milhões de entregas.

Ambev aumentará as variedades em seu portifólio

No Brasil, alguns rótulos da Dante Robino ainda são comercializados pela importadora Grand Cru. No entanto, os rótulos trazidos pela Ambev serão vendidos exclusivamente pelo Zé Delivery. Os valores de venda dos produtos ainda não foram divulgados. O aplicativo conta ainda com outros fermentados de uvas em seu portfólio, como o vinho em lata Vivant e linhas populares como o chileno Gato Negro e Santa Helena.

O contato comercial com o mundo dos vinhos não é inédito. Em 2009, a AB Inbev, dona da Ambev, já havia adquirido o controle da Swish Beverages, proprietária da Babe Wine, conhecia pelos vinhos em lata.

Close