.
Franciacorta Bellavista

Há algumas semanas, a Domno Importadora do Grupo Famiglia Valduga promoveu um jantar em Brasília para apresentar os espumantes italianos Bellavista. O evento aconteceu no Restaurante Lago e contou a presença do embaixador da marca, Christian Rincon. Vou falar um pouquinho dos rótulos que degustamos e o que eu achei deles. Já adianto que gostei de todos!

Bellavista Satèn 2013 Brut

Bellavista Satèn 2013

Iniciamos a noite muito bem com o maravilhoso Satèn 2013, elaborado com Chardonnay. Na minha opinião, foi o melhor espumante da noite! Muito complexo, com aromas de amêndoas, pessêgos, maça madura e mel. O perlage é persisente e acidez é alta. O corpo médio alto e o final é longo! Amei esse espumante! Preço: R$ 884,15

Só uma curiosidade, o nome Satèn refere-se a denominação dos espumantes Blanc de Blanc de Franciacorta que passaram pelo menos 24 meses em contato com as lias e sua pressão dentro da garrafa é de até 5atm, um pouco menos que os demais Franciacorta.

Bellavista Alma Grand Cuvée Brut

Bellavista Alma Grand Cuvée Brut

Elaborado com Chardonnay e Pinot Noir: taí um espumante que vale muito a pena! Acidez alta, boa persistência, ótima complexidade e intensidade aromática! Apresentou notas de pêssegos e frutas cítricas . É o espumante símbolo da Bellavista! Preço: R$ 577,15

Bellavista Vendemmia Rosé 2013

Bellavista Vendemmia Rosé 2013

Outro espumante maravilhoso que apresentou notas de castanhas tostadas, morangos, panificação. Tem boa estrutura e perlage persistente e abundante. Muito cremoso e boa complexidade. A acidez é alta e o final é persistente. É elaborado com Chardonnay e Pinot Nero. Preço: R$ 917,80

Todos os preços foram encontrados no site da Famiglia Valduga. São espumantes de alta qualidade e com muito prestígio, e por esse motivo são caros. Além disso, temos que lembrar de desvalorização da nossa moeda que dificulta a aquisição desses produtos!

Rafael Lumi (Domno Importadora), Bianca Dumas (Blog Vinho Tinto),  Christian Rincon (Bellavista)

Para mim, a região de Franciacorta produz os melhores espumantes italianos, portanto fiquei muito feliz em poder participar desse jantar! Além disso, sou completamente apaixonada pela Bellavista e inclusive, já tive a oportunidade de visitá-la no início do ano e todos os seus rótulos são excelentes!

Entrada da vinícola Bellavista
Entrada da vinícola Bellavista

Também vale lembrar que a Bellavista é uma das mais vinícolas mais reconhecidas pela qualidade dos seus produtos, tendo sido considerada a “Vinícola do Ano 2017” pelo guia de vinhos Gambero Rosso.

Sobre a região de Franciacorta

Como nem todo mundo conhece, vou explicar um pouco sobre espumante italiano. A história do Franciacorta teve início em 1961, quando o primeiro espumante feito pelo método tradicional (o mesmo da elaboração do Champange) foi produzido na região da Lombardia, localizada no norte da Itália.

Eles possuem a Denominação de Origem Controlada e Garantida (DOCG) Franciacorta desde 1995 e as principais castas utilizadas são a Chardonnay, Pinot Noir, Pinot Bianco (máximo 50%) e a quase extinta Erbamat (máximo 10%), que devem permanecer em contato com as lias por pelo menos 18 meses ou 30 meses nos casos de produção do millesimatto. Esse link tem ótimas informações para quem quiser saber mais: http://www.franciacorta.net .

Comentários

comentários

Close