.

Confira abaixo dicas especiais para entrar no mundo do vinho:

Espumante, vinho branco e rosé: perfeitos para iniciantes

O mundo dos vinhos é feito de vários contextos: desde pequenos momentos sozinho depois de um dia de trabalho, ou um jantar com amigos, até ocasiões maiores como festas. Para quem está entrando nesse mundo, uma dúvida frequente é a de qual é o melhor rótulo para provar e ter uma boa experiência.
Em realidade, qualquer um pode aprender a beber e apreciar vinho. Cada rótulo tem seus vários conceitos e informações, desde as características de cada uva até as modificações que ocorrem dentro de cada garrafa.
Abaixo, falarei sobre os três tipos ideais para quem está começando com: espumante, vinho branco e rosé.

Espumantes

Espumantes
Espumantes


Pessoas que não estão acostumadas com vinhos, podem iniciar com espumantes demi-sec, ou seja, aqueles que são adocicados ou meio-doces. Estando geladinho, o importante é experimentar e se jogar! São sim agradáveis na boca e ideais para começar, mas lembrando que seu teor de açúcar é realmente um pouco mais alto. Quem gosta de algo mais seco ou menos doce, vale apostar no espumante brut  que traz o frescor para o paladar! Se tiver dúvida, só olhar no rótulo pois essas palavras – brut ou demi-sec – estarão escritas lá.
Falando sobre a experiência no nariz, as notas aromáticas podem variar de florais às cítricas, passando pelas frutas amarelas e vermelhas, especialmente espumantes rosés.

Vinhos Brancos – Dicas

Vinho Branco
Vinho Branco

O vinho branco combina demais com o clima do Brasil. Ele é refrescante e orna com uma ampla variedade de refeições, sendo esses os melhores motivos para experimentar!
A rainha das uvas brancas, Chardonnay, é capaz de produzir grandes exemplares e com um sabor maravilhoso. Outra uva vinda da França é a Sauvignon Blanc, que geralmente remete aos aromas de frutas cítricas e vegetais.

Vinhos Rosados

Vinho Rosé
Vinho Rosé


Se você quer começar a beber esse tipo de vinho, escolha os rótulos mais frutados, muitos possuem aromas de cereja e framboesa, por exemplo.
A temperatura ideal do rosé é ligeiramente mais alta que do branco, entre 9ºC e 12ºC – a temperatura de consumo do rosé busca manter seu frescor característico. Uma boa dica, é deixá-lo na geladeira por aproximadamente uma hora e meia antes de servir.

Resumo – Dicas Simples

Em resumo, aqui vão algumas dicas bem simples:
1: Comece a beber! – Para aprender a degustar, precisa-se ter experiências e para isso o certo é se jogar a experimentar vários tipos de vinho.
2: Experimente novos sabores! – com certeza de início você teve contato com vinhos mais doces. Com o tempo, é comum o seu paladar ir evoluindo, então vale a pena provar também vinhos brancos secos, um espumante brut e um vinho tinto jovem e frutado, por exemplo. Não precisa temer os vinhos tintos!
3: Encontre suas uvas preferidas! – Dependendo da uva, o sabor e o aroma de um vinho podem mudar totalmente. Para quem está se integrando nesse mundo dos vinhos, o ideal é que opte por vinhos menos complexos. Se for optar pelos vinhos brancos, escolha os jovens e sem passagem em carvalho, a exemplo dos feitos com Sauvignon Blanc. Tintos secos mais leves, como os Pinot noir e Merlot, também podem agradar aos paladares iniciantes.
Agora abra seu vinho e pratique! Tin-tin!

Close