.
Tiles (azulejos) na estação de trem do Pinhão, Vale do Douro, Portugal
Tiles (azulejos) na estação de trem do Pinhão, Vale do Douro, Portugal – Mais um belo lugar para se conhecer ao fazer enoturismo em Portugal

A cultura da vinha e do vinho acompanham o Homem há milênios e ainda hoje esse tão nosso conhecido néctar dos deuses é capaz de maravilhar aqueles que com ele travam o primeiro contato. Hoje, porém, a nossa viagem ao mundo dos vinhos não vai assim tão longe no tempo-espaço, mas talvez tenhamos que retroagir uns bons 800 anos para sentirmos um pouco da história de uma peculiar zona de produção vinícola.

“Estamos a falar” de Portugal! Outrora território pertencente ao Império Romano, a então denominada Lusitania certamente foi o local de residência de verão do deus Baco (foto). Não temos outra explicação para justificar tamanha quantidade e riquíssima variedade de uvas autóctones e justaposições de regiões vinícolas em um espaço de terra tão reduzida como é Portugal. Para termos ideia do que estamos a falar sobre a cultura da vinha e do vinho em terras lusitanas, os inúmeros terroirs presentes deste lado da Península Ibérica são a razão de existir de 14 regiões vinícolas demarcadas, que detém cerca de 250 castas de uvas autóctones que produzem 31 indicações de vinhos de classificação DOC!

Estátua de Baco, Florença (Itália)
Estátua do Deus Baco, em Florença (Itália)

Mas Portugal, como país tal como o conhecemos hoje, nasce no Norte. Nas terras do Minho. Lá no longínquo ano de 868 quando se formou o então o 1° Condado Portucalense…

E é justamente nessas terras do norte que nasce (ou renasce) uma nova forma de ver o mundo dos vinhos, uma nova forma que vem otimizar a ideia que temos das wines trips, ou seja, do enoturismo.

14 regiões vinícolas demarcadas, que detém cerca de 250 castas de uvas autóctones
Portugal: 14 regiões vinícolas demarcadas, que detém cerca de 250 castas de uvas autóctones

Portugal Vinhos Doc

 A Portugal Vinhos Doc localiza-se em Braga, cidade um pouco acima de Porto, e por estar inserida geograficamente dentro da Região Demarcada dos Vinhos Verdes (que é a maior Região Demarcada Portuguesa, e uma das maiores da Europa), não poderia de ter no enoturismo um dos seus principais produtos turísticos. Principalmente, quando se trata de um enoturismo diferenciado.

Assim, idealizando e executando roteiros e passeios ligados à vinha e aos vinhos, essa empresa lusitana propõe diversas formas de se fazer um bom enoturismo.

Partindo da premissa de que para se comprar um bom vinho  simplesmente basta irmos à um supermercado ou à uma delicatessen, a Portugal Vinhos Doc orientou os seus esforços na persecução de um enoturismo novo, de um enoturismo diferente, através de um estilo mais voltado ao slow travel, moldado sob uma forma a mais personalizada possível e tendo como essência o ir ao encontro dos produtores de bons vinhos das diversas regiões vinícolas de Portugal e também da Espanha.

Vinhedos no Vale do Rio Douro, Portugal
Enoturismo em Portugal: oportunidade de conhecer os vinhedos no Vale do Rio Douro, Portugal

Enoturismo em Portugal de forma personalizada

Para tornar real aquilo que pensaram em termos desse enoturismo mais personalizado, com ênfase no bem-estar dos clientes, conjugado com a busca de um maior conforto na viagem, bem como uma maior flexibilidade no ir e vir ao deslocar-se para visitar vinícolas, cidades e monumentos, a empresa utiliza veículos Mercedes-Benz com motorista (o que dá muito jeito para não nos preocuparmos com blitz, bafômetros, etc, etc), que comportam comodamente até seis adultos.

Assim, percorrendo o interior, os passeios buscam ir ao encontro de grandes e de pequenos produtores, para conhecer as suas vinícolas; falar com o enólogo que produz o vinho; ver a inteira gama das etiquetas produzidas (da mais simples até àquela premiada internacionalmente e de baixa produção), conhecer o terroir e o microclima que fazem com que aquela casta de uva autóctone produza aquele tipo de vinho único no mundo.

Vinho tinto e branco com uvas do outono
Vinho tinto e branco com uvas do outono

Roteiros Individuais ou em Grupos

 Com isso, a Portugal Vinhos Doc desenvolveu três modalidades básicas de roteiros e passeios, que podem ser executados  de forma individual ou em pequenos grupos:

 One Day Wine Trip:

Passeios de um dia de duração, onde o cliente, que já se encontra hospedado de acordo com a sua livre escolha de hotel e às suas expensas na cidade “A” ou “B”, é levado por nós para conhecer e saborear os vinhos de uma região DOC “x” ou “y” (ou mesmo duas regiões DOC no mesmo dia, a depender da proximidade entre elas e a distância a ser percorrida a partir da cidade de saída do passeio – One Day Wine Trip “Frontiers”).

Wines in Portugal: The Amazing Stopover:

Pacote turístico com 3 Dias/2 Noites, que tendo como premissa principal a execução do passeio acima, acrescenta a logística (transfer + Hotel) de alojamento para duas pernoites na cidade do Porto. Esta modalidade é para nós o modelo ideal de conjugação de descanso em grandes viagens transatlânticas de/para a Europa e desfrute da boa enologia e gastronomia de Portugal.

Wines Road Trips:

Pacotes turísticos de maior duração, onde é possível conhecer diversas regiões vinícolas, tanto de Portugal, como de Portugal & Espanha. Com base nessas três modalidades básicas, criamos as seguintes categorias de produtos para o nosso modelo de enoturismo: Alvarinho (ou Albariño); Regiões DOC de Portugal/Regiões DOC de Portugal “Frontiers”; La Semaine des Quatre Vins; Vinhos Espumantes; O Fantástico Universo Ibérico; Portugal Fish & Wine.

Então? Para a sua próxima viagem porque não Portugal?  Saiba mais em: Portugal Vinhos Doc; consulte nossas condições e preços e conte com nossa experiência! Você não vai se arrepender em conhecer um Portugal Sui Generes!!!

Portugal, Porto, Ponte Luis I no Por do Sol, vista do topo
Portugal, Porto, Ponte Luis I no Por do Sol, vista do topo
  • Este texto é um publipost

Comentários

comentários

Close