.

O cardápio foi do restaurante Nebbiolo (409 Sul, em Brasília). Os vinhos, todos chilenos, da importadora Optimus. Resultado: noite perfeita e um jantar harmonizado impecável. A  descontração tanto do sommelier Bruno Hermenegildo, que apresentou com detalhes cinco dos rótulos da noite e a simplicidade do premiado Chef de Cozinha Fabiano Carvalho marcaram o evento. Isso sem falar da Cláudia Castro, proprietária do estabelecimento, que fez questão de sentar-se à mesa dos convidados e pagantes para garantir uma noite alegre e mais informal de forma que além de vinho e comida todos pudessem também falar de assuntos de interesse geral. Também vou destacar aqui o excelente serviço dos garçons, sem dúvidas, foi nota 10.

Confira o menu:

Menu do jantar harmonizado (Nebbiolo e Optimus)

O primeiro vinho a ser degustado foi o Cantagua Signature 2015 Sauvignon Blanc (preço médio R$70,00),produzido no Valle do Curicó pela Cantagua. Apreciei muito esse vinho, pois apesar dos toques de maracujá típicos da Sauvignon Blanc, eles apareceram de forma bem fresca, sem permitir um retrogosto enjoativo. A acidez estava excelente também e apresentou ainda muitas frutas cítricas. O acompanhamento foi ótimo: carpaccio de abobrinha com castanha e brotos  que resultou num todo refrescante e atraente.

Cantagua Sauvignon Blanc

O segundo vinho, também do Valle do Curicó, foi o Cantagua Signature Cabernet Sauvignon 2015 (valor médio R$70,00).  Um vinho de ótimo preçoxqualidade, bem redondo e harmônico, com frutas negras frescas e uma persistência média. É um excelente vinho para o dia a dia para ser degustado sem pretensão. No entanto, ao ser harmonizado com tortelone recheado com carne bovina e zucca, ficou melhor ainda!

Cantagua Assignature Cabernet Sauvignon

O terceiro vinho foi o Key Malbec (R$115,00), elaborado pela Valle Secreto. Diferente dos típicos malbecs argentinos, esse chileno marcou por um peso mais leve em boca e, apesar das frutas vermelhas maduras, não deixou um retrogosto de doce intenso, como os típicos argentinos. Possui média persistência e uma boa acidez. Foi escoltado por um delicioso prato de filé suíno e risoto de açafrão.

Key Malbec
Key Malbec

O Key Cabernet Sauvignon/Carménère 2015 (70% e 30%) foi o terceiro vinho servido (. Excelente, por sinal, com taninos macios e misto de frutas vermelhas e negras. Sem sabor extremo de pimentão verde (pirazina), me agradou muito.Como estagiou seis meses em barricas francesas, apresentou um certo toque côco e toffee. Acompanhado de um filé mignon ao molho de vinho com musseline de mandioca não teve falhas. Preço: R$120,00.

Key Cabernet/Carmenere
Key Cabernet/Carmenere

O quarto vinho foi o Cantagua Gran Reserva feito do corte Petit Verdot (70%) e Cabernet Sauvignon (30%). Um vinho exuberante, complexo, com nariz intenso e toques de frutas negras e vermelhas, baunilha, tabaco, especiarias e um mentol bem intenso em boca. Taninos bem sedosos. Eu, particularmente, adorei esse vinho. O valor também é bom, gira em torno de R$160,00 (preço de restaurante). Esse particularmente não teve acompanhamento. Foi o vinho escolhido para encerrar a degustação dos vinhos em alto nível. Passou por decanter, mas precisou respirar na taça mais um pouco para ser apreciado de melhor forma por conta da complexidade. Valor aproximado: R$150,00.

Cantagua Petit Verdot

Detalhe importante

Antes de ir embora depois desse jantar harmonizado incrível, foi servida a sobremesa Duo de Mousse, especialidade do restaurante Nebbiolo e, depois, claro, uma paradinha para a foto oficial do evento.

Santiago Tamer, representante da Optimus em Bsb, o chef Fabiano Carvalho, eu, a proprietária do Nebbiolo – Claudia Castro – e o sommelier e importador da Optimus Bruno Hermenegildo

Sobre as vinícolas

Nos últimos anos, o Chile tem surpreendido com ótimos vinhos e fantástica relação custo x beneficio. O Vale Curicó é bem conhecido por produzir vinhos de alta qualidade e vem se despontando como uma região versátil ( produz bem muitas variedades de uvas). Localizado entre o Oceano Atlântico e da Cordilheira dos Andes, faz parte do Vale Central , porém mais ao sul do Chile.  É ali que se encontra a renomada  vinícola Cantagua, considerada uma das melhores e a mais antiga e prestigiada das pertencentes à família da San Nicolas/Punti Ferrer. A Cantagua tem como foco a produção excelentes vinhos com baixo custo e uma das melhores relações qualidade/preço. Por todos os vinhedos da vinícola pode-se ouvir a água das várias nascentes que circundam e irrigam toda a plantação. Daí o nome Cantagua ( Cantar a Água ).

Outro vale que tem se despontado internacionalmente é o vale do Cachapoal, localizado na região central do Chile, próximo ao sul da capital Santiago. É lá onde está estabelecida a vinícola Valle Secreto. O local é conhecido por produzir vinhos com enorme complexidade, grande qualidade e caráter único. No norte do vale, encontra-se excelentes uvas tintas, e o vale alto, que se alonga em direção aos pés da Cordilheira dos Andes, produz  elegantes e bem balanceados Cabernets, assim como combinações de vinhos tintos.

 

Comentários

comentários

Close