.

Quando chegou a Serra Gaúcha, em 1897, Giuseppe Miolo provavelmente não imaginou que a aquela área de terras de 24 hectares onde ele plantou seus primeiros parreirais, no Vale dos Vinhedos, hoje conhecida como Lote 43, seria início do grande Grupo Miolo.

Com uma história de pioneirismo que ampliou as fronteiras do vinho no Brasil e no mundo, a empresa criou grandes ícones e momentos, transformando a Miolo na maior produtora de vinhos finos do país, chegando a mais de 30 países e acumulando centenas de prêmios.

O sucesso foi tanto que dois anos mais tarde veio o Miolo Seleção, vinho que se tornou o mais querido e emblemático do Brasil. A ousadia do avô estava no sangue dos irmãos e nessa curta, porém madura trajetória, a Miolo chega a quatro regiões do Brasil: Vinícola Miolo (Vale dos Vinhedos – RS), Central – RS) , Vinícola Seival Estate (Campanha Meridional – RS), Vinícola Almadén (Campanha Central) e Vinícola Terranova (Vale do São Francisco – BA).

Receber os títulos de Vinícola do Ano 2019, concedido pela ViniBraExpo e Melhor Rosé do Mundo para o Miolo Seleção Rosé no 7º Rio Wine & Food Festival é motivo de orgulho para a família. Para Adriano Miolo, enólogo da quarta geração da família, o aniversário não poderia ser comemorado de outra forma.

Estamos vivendo um momento único. É uma verdadeira colheita de reconhecimento, fruto de todo trabalho empenhado nessas 30 safras. Respeitamos a natureza, entendemos cada terroir e aplicamos todo conhecimento de uma equipe multidisciplinar engajada e apaixonada pelo vinho brasileiro .”

Hoje, a Miolo é a única vinícola do país a produzir em quatro diferentes regiões brasileiras, colocando no mercado uma diversidade ímpar de rótulos que expressam as particularidades de cada terroir – atualmente 120, o maior portfólio nacional e é a vinícola brasileira com maior presença no mercado externo – 32. Com isso, a Miolo se consolida como a maior produtora de vinhos finos brasileiros.

Lote 43

Mas foi no ano de 2001 com o lançamento do Miolo Lote 43 – Safra 1999, quando a marca engarrafa o legado de Giuseppe em uma homenagem ao patriarca e elabora seu primeiro vinho ícone com uvas Merlot/Cabernet, colocando no mercado seu vinho mais emblemático com vinhedos em sistema de latada.

“Mais do que um vinho, é uma sincera homenagem à ousadia e à visão de Giuseppe Miolo.”

Adriano Miolo, bisneto de Giuseppe Miolo

Tradição mantida até hoje, pois todos os outros lotes dos 1.000 hectares são em espaldeira, que é um sistema mais moderno. Houve também atualização quanto a importação de mudas certificadas e a modernização dentro e fora da cantina. A qualidade, do início ao fim do processo, abriu as portas do mundo para a Miolo, que carregou consigo a marca dos vinhos brasileiros até então desconhecidos.

Vivendo o melhor momento de sua história, a Miolo reserva para as comemorações de seus 30 anos o seu espumante mais icônico: o Íride Miolo Nature Sur Lie. O espumante traz o nome da nona Íride, uma homenagem da Família Miolo a quem sonhava em ver a marca sendo apreciada no mundo inteiro. A Miolo entrou em 2019 lançando novos produtos para brindar com o consumidor toda sua expertise nesses 30 anos. Até o final do ano serão 19 novidades, entre novos rótulos e novas safras.

Linha do Tempo

1897 – Giuseppe Miolo chega ao Brasil e começa o plantio de uvas no Lote 43 (Vale dos Vinhedos).
1970 – Netos Darcy, Antônio e Paulo são pioneiros no plantio de uvas finas.
1989 – Surge a Vinícola Miolo, com 30 hectares de vinhedos próprios.
1992 – Lançamento do primeiro vinho da família – Miolo Reserva Merlot Safra 1990 (8 mil garrafas).
1994 – Lançamento do Miolo Seleção (vinho mais querido e emblemático do Brasil).
1998 – Plano de expansão: reconversão dos vinhedos, mudas certificadas importadas, modernização, novas tecnologias, equipe técnica de alta performance.
2000 – Projeto Seival (Estância Fortaleza do Seival – Candiota, próximo à divisa com o Uruguai).
2001 – Projeto Terranova (Famílias Miolo e Benedetti se unem e começam operação no Vale do São Francisco).
2003 – Joint Venture com Raul A. Randon (Vinho RAR); consultoria com o winemaker francês Michel Rolland (10 anos). Projeto de Internacionalização, Joint Venture com o Chile (Costa Pacífico).
2006 – Inauguração da Vinícola Miolo (Vale dos Vinhedos), Joint Venture Osborne.
2008 – Projeto Winemaker Miolo e Joint Venture com a Argentina (Los Nevados).
2009 – Aquisição da Vinícola Almadén (Santana do Livramento/RS) e Constituição da Miolo Wine Group.
2010 –Joint Venture com Galvão Bueno e a conquista do prêmio de Melhor Merlot do Mundo para o Merlot Terroir, em Londres.
2011 – Criação da Holding Miolo Wines S/A, constituindo o Grupo Miolo, primeira colheita mecânica do Brasil na Vinícola Almadén.
2015 – Wine Garden Miolo (enoturismo).
2016 – Primeira colheita noturna mecanizada do Brasil que originou o Miolo Reserva Sauvignon Blanc Colheita Noturna. Projeto de Imersão do Cuvée Tradition no mar da França (espumante mais vendido na França).
2019 – Vinícola do Ano 2019, Melhor Rosé do Mundo para o Miolo Seleção Rosé, mais de 100 prêmios internacionais, 19 lançamentos para brindar os 30 anos. Íride, Nature Sur Lie, o grande lançamento que traz o nome da nona.

Comentários

comentários

Close