.

Vinhos autênticos e “sem maquiagem”! Essa é a filosofia por trás dos vinhos produzidos pelo casal Filipa Pato e William Wouters. Ela é enóloga e filha do icônico produtor Luis Pato, famoso pelo seu trabalho com a casta Baga na Bairrada. Ele é chef, sommelier e restaurateur que vem de uma família de restaurateurs da Bélgica. E ambos compartilham a paixão pela gastronomia e pelo vinho!

Frederico Benjamin (Porto a Porto ), Filpa Pato, Rafael (sommelier do IVV SwineBar) e Bianca Dumas (Blog Vinho Tinto)

Em um bate papo virtual promovido pela importadora Porto a Porto e pelo IVV Swine Bar para alguns dos clientes, tive o privilégio de conversar com mega simpática Filipa Pato e aprender um pouco mais sobre o seu trabalho.

O processo de produção

Sua produção se concentra na Bairrada em Portugal com as castas Baga, Bical (tinta), Arinto, Cercial e Maria Gomes (brancas), tradicionais dessa região. Seus vinhos são cultivados sem a utilização de herbicidas, de acordo com a filosofia biodinâmica, demonstrando uma grande preocupação com o meio ambiente, com a biodiversidade da vinha e saúde do solo.

De acordo com Filipa Pato, a viticultura biodinâmica influencia diretamente no estilo de vinhos produzidos e citou o exemplo da Bical cujas características minerais ficam mais evidentes e que os vinhos elaborados com a Baga ficam mais puros, com taninos mais maduros, equilibrados e homogêneos.

Ao mesmo tempo que possui vinhas centenárias de bagas ela também trabalha com vinhas mais jovens o que permite uma boa variedade de estilos mesmo trabalhando com uma mesma casta. E ela afirma que o fato do seu vinho ser elaborado com pouca maquiagem exige que ela tenha cuidado extra para que não ocorra nada de errado durante processo de vinificação, logo ela está sempre de olho e trabalhando para trazer a melhor expressão das castas e do terroir da Bairrada ao seus vinhos.

Falando em terroir, a Bairrada é predominantemente formada por solos argilo-calcários e possui boa influência do Atlântico o que propicia vinhos com bom frescor. E uma curiosidade dessa região é que, ao contrário do restante de Portugal, os vinhos produzidos aqui são majoritariamente monovarietais e durante a conversa comparou-se a Bairrada à Borgonha, tendo em vista essa peculiaridade das duas regiões.

Os vinhos

Quem já teve a oportunidade de degustar os vinhos da Filipa Pato sabe o quão especiais eles são! E para acompanhar a conversa eu resolvi abrir o Dinâmica, que é um dos meus vinhos preferidos. Eu sempre fico encantada com a elegância desse rótulo, principalmente porque a maioria dos vinhos de Baga que bebi eram tânicos, muito estruturados e, às vezes, um pouco duros.

Nesse momento, perguntei sobre essa diferença de estilos e ela explicou que além da influência do processo de produção biodinâmico, ela elabora esse vinho com pouco tempo de maceração obtendo menos extração. O resultado é um vinho com muita fruta, muito fresco e saboroso!

Filipa Pato também produz o potente Nossa Calcária tinto, cuja safra 2015 foi agraciada com  96 pontos na revista The Wine Advocate, de Robert Parker. Foi a primeira vez que um vinho da região da Bairrada, alcançou uma pontuação tão alta. Aqui a Baga mostra toda a sua imponência. Certamente é um vinho para envelhecer. Foram produzidas somente 4310 garrafas dessa safra.

Conversamos também sobre seu espumante 3B Nature. Um rosé cheio de personalidade feito com as castas Baga (80%) e Bical (20%). O nome 3B vem dos nomes uvas e o terceiro B fica por conta da Bairrada. Um espumante com estrutura e ao mesmo tempo frescor e delicadeza. Ele é elaborado pelo método tradicional engarrafado sem filtração e colagem e passa por 9 meses em garrafa em contato com as lias o que aporta boa complexidade . Um belo espumante sem dúvida!

Também perguntei sobre um vinho com um nome e rótulo curioso chamado Roleta Russa que está no site da vinícola. Com muito bom humor, Filipa Pato explicou que esse vinho é elaborado pelo marido, William Wouters, de forma não convencional e que possui esse nome porque o resultado é sempre inesperado. Infelizmente ele não é vendido no Brasil mas quando eu for vistar essa região com certeza eu vou tentar degustar!

Se você gostou da proposta e quer conhecer os vinhos da Filipa Pato, alguns rótulos podem ser encontrados na Super Adega, no mercado orgânico Malunga ou no delivery da GB Vinhos.

Comentários

comentários

Close