.
Ana Clara Amaral, sommelière do A’ Mano. Foto: arquivo pessoal

A partir de histórias contadas por meus colegas de trabalho, me apaixonei pelo ofício e comecei a me preparar para entrar no mundo do vinho”, conta Ana Clara Amaral ao explicar o início de sua trajetória como sommelière. Isso aconteceu por volta de 2001, quando ainda trabalhava como hostess na rede Fasano em São Paulo e observava curiosa os colegas do bar e da cozinha discutirem sobre a importância do clima, do sol e da força dos ventos para o resultado de um bom vinho.

Pouco tempo depois, o que era curiosidade virou paixão e, em seguida, trabalho. Hoje, aos 36 anos de idade, Ana Clara Amaral já contabiliza 15 anos de experiência na área de Enogastronomia, sendo 11 dedicados aos restaurantes da rede Fasano. “Lá aprendi sobre gestão, serviço, organização, padrão e cooperação. Compreendi que uma boa equipe precisa trabalhar com sinergia, quase como uma sinfonia”, sintetiza.

Atualmente Ana Clara brilha como sommelière do restaurante A’ Mano em Brasília, local em que diariamente divide seus conhecimentos com a equipe que gerencia e onde é também fonte de inspiração para muitos que pretendem vir a trabalhar como sommelier.

Quando perguntada se sofre algum tipo de preconceito por ser mulher em uma atividade que até pouco tempo era exclusiva dos homens, ela destaca que acontece justamente o contrário. “Na maior parte do tempo, acabo sendo privilegiada pelo fato de ser mulher. Os clientes ficam curiosos com a minha história; as mulheres adoram me ver trabalhando e sempre destacam que se sentem felizes por ter mais uma mulher dentro de um mundo tão masculino”, explica.

“… poder degustar os vinhos que sirvo é experiência bastante enriquecedora”

No que diz respeito ao seu trabalho, Ana Clara confessa que a maior predileção é fazer cartas de vinhos. “Amo ver a carta pronta, fico namorando, harmonizando, pensando nos rótulos que faltam ser encaixados…”. Também acredita que poder degustar os vinhos que serve é experiência bastante enriquecedora. “Posso treinar meus sentidos, conhecer mais sobre o universo enogastronômico e até mesmo me “teletransportar” para qualquer outro pedaço do mundo”, conclui.

Nessa entrevista “Gota a Gota”, você vai conhecer rapidamente um pouco mais sobre a Ana Clara Amaral, “a sommelière destaque do mês de setembro do Blog Vinho Tinto”.

Gota a Gota

Naturalidade – Brasiliense

Idade – 36 anos

Pessoas especiais – Mamãe (só a mais, para não gerar ciúmes).

Vinho inesquecível  – La Tache

Vinho do dia a dia – Portugueses

Sonhos  – Meu comércio de vinhos descomplicados.

Hobbies – Vinho com fogueira e a natureza com muita água.

Livros – Arte e Ciência do Serviço, Heinz Beek; Vinho e Comida, Joanna Simon; A Viúva Clicquot, Tilar J. Mazzeo; Uma Breve História do Vinho, Rod Phillips.

Experiências Profissionais na área – Bar des Arts – importadora Terroir, passei onze anos na rede Fasano, nos restaurantes Gero Caffe, Armani Caffe, Forneria Daslu, Forneria San Paolo e Gero Brasília, depois pelo Parrila Madrid, MM Representações e hoje assino a carta do restaurante Contê e trabalho no A’Mano, em Brasília-DF.

Ídolo do mundo Enogastronômico – Angelo Gaja

Talento (além de ser sommelier) – Comunicação

Cursos relevantes – ABS São Paulo Sommelier Profissional, EAS Buenos Aires – Introdução ao Conhecimento do Vinho e à Degustação – nível II, Diageo Bar Academy, Gianni Tartari – Mundo do Vinho, WSET 2 (estudando para o certificado)

Viagem marcante – Itália

Cidade do coração – São Paulo

Mania – Natação em água corrente

Gastronomia predileta (prato preferido) – Espaguete Pomodoro Basílico.

Recado para os amigos do vinho

“Do sabor das coisas

Por mais raro que seja,

Ou mais antigo,

Só um vinho é deveras excelente:

Aquele que tu bebes calmamente

Com o teu mais velho

E silencioso amigo…”

Mario Quintana

Carpe Diem!

Comentários

comentários

Close