.
Viñedo de los Vientos

Uma vinícola pra lá de especial que não pode deixar de ser visitada por brasileiros que viajam até Montevidéu é a Viñedo de los Vientos. No Brasil, os vinhos dessa vinícola são bastante conhecidos, pois são os únicos do Uruguai comercializados pela Wine, o maior e-commerce de vinhos da América Latina e o maior do mundo. Outro fator que contribui para a popularidade dos produtos da Viñedo de los Vientos é a boa relação preço x qualidade de seus produtos.

Vinícola Boutique

A Viñedo de los Vientos é uma vinícola boutique autêntica e, como a maioria das vinícolas uruguaias de pequeno porte, tem uma tradição familiar. A história dessa bodega remonta à década de 40, mas foi a partir de 1997, com o casal Pablo Fallabrio (neto do fundador italiano) e Mariana Cerutti (sua esposa) à frente dos negócios, que a empresa começou a tomar fôlego e expandir os negócios para fora do país. O empreendimento, situado em Atlândida, a 45km de Montevidéu, conta ao todo com 17 hectares e a produção anual gira em torno de 60 mil garrafas. A casa da família fica dentro do mesmo terreno onde está localizada a pequena vinícola e nada acontece no lugar sem que os donos tenham conhecimento.

Em um passeio pelos  vinhedos do local (todos podados, pois era agosto), pude ver de perto algumas das vinhas das várias uvas cultivadas. As tintas são: Tannat, Cabernet Sauvignon, Ruby Carbernet, Nebbiolo e Barbera. Já as brancas são: Chardonnay, Moscato Bianco, Gewurztraminer e White Arneis.

Eu, ladeada por Cristian Safie, da agëncia de turismo Senderos del Tannat e por Mariana Cerutti, proprietária da Vinedo de los Vientos

Vinhedo dos Ventos

De um lado a outro do vinhedo, o vento era incessante, na prática, descobri o porquê da escolha de Viñedo de Los Vientos para dar nome à bodega. De toda forma, a Mariana, que me acompanhou pelo passeio, fez questão de me explicar de forma mais técnica a ocorrência dos ventos: “Nossa vinícola está localizada a poucos quilômetros do encontro do Rio da Prata e do Oceano Atlântico, e por isso, recebe as correntes de vento, com uma brisa fresca e um clima ideal para a maturação das nossas uvas”, explicou.

Outro detalhe interessante é que na Viñedo de los Vientos existe uma grande preocupação com o meio ambiente e a viticultura por lá é praticada com a mínima intervenção. Ah! e há um detalhe bem bacana: os cachorros da vinícola fazem questão de nos acompanhar durante o tour e também de se divertirem entre pássaros e lagoas existentes no local. Uma delícia de passeio.

Por ali, muito ainda é artesanal, da colheita à etiquetagem dos rótulos. Algo que os donos fazem questão de manter e, sem dúvida, confere algo especial ao resultado final da produção.

Achei tão interessante que até me arrisquei a etiquetar algumas garrafas (rsrsrsrs).

Mas vale ressaltar que é possível encontrar no local tanques de aço inoxidável, prensas pneumáticas e barricas novas de origem francesas. Enfim, tecnologias modernas que aliadas à criatividade e ao antigo conhecimento técnico herdado por Pablo Fallabrino de seus ancestrais italianos fazem com que os vinhos da Viñedo de los Vientos se tornem diferenciados.

Degustação

Quem visita a Viñedo de los Vientos tem a oportunidade única também de desfrutar ainda dos dotes culinários da Mariana Cerutti. Há um espaço contíguo à casa da família especialmente reservado para as degustações e harmonizações. Para desfrutá-lo, é necessário apenas marcar com antecedência porque como tudo é preparado na hora.

Eu comi deliciosas empanadas de camarão e de carne. Nem preciso falar que estavam ma-ra-vi-lh0-sas!

Deliciosas empanadas de carne feitas pela Mariana Cerutti e o Tannat da Viñedo de los Vientos: delícia!

Para harmonizar, primeiramente desfrutamos dos brancos Estival e Arneis/Chardonnay; os tintos foram o Tannat 2013, o Catarsis (60% Cabernet Sauvignon, 20%Tannat e 20%Barbera), seguido do Eolo Tannat Gran Reserva. Todos esses vinhos comercializados exclusivamente pelo Wine aqui no Brasil. Detalhe importante: O branco Arneis/Chardonnay e o Eolo foram os vinhos que gostei mais! Este último, inclusive, é vendido tanto no Uruguai como no Brasil como um excelente (mas, excelente MESMO) custoxbenefício (em média R$80,00). É aromático, elegante, estruturado, persistente, com intenso aroma de frutas negras em compota, especiarias, chocolate e leve toque de eucalipto. Um vinho bem equilibrado, vendido como o ícone da vinícola.

Sobremesa

De sobremesa um vinho único e saboroso que, infelizmente, não é comercializado no Brasil, mas que vale ser apreciado por quem visita a vinícola. É o Alcyone, um vinho que combina diferentes técnicas de vinho de sobremesa, inspirado no Amarone e no Marsala.

Ao final uma pausa para a foto com os novos amigos…

Entre os amigos da Senderos del Tannat e os amigos da Bodega Viñedo de los Vientos

e um registros do por do sol da vinícola para encerrar os trabalhos do dia e ficar com um desejo de “voltarei em breve”!

Viñedo de los Vientos
Belo por-do-sol na Viñedo de los Vientos

Visitas à Viñedo de los Vientos

Para visitar a vinícola o interessado pode acessar o site e agendar a visita ou entrar em contato com a Senderos del Tannat, empresa especializada em enoturismo na região. Eu optei pela segunda opção, o que me permitiu conhecer várias vinícolas e também degustar à vontade e sem preocupação para dirigir.

Mais fotos da Vinedo de los Vientos  (Fotos: Guilherme Penchel/Tratamento: Claudio Cabrito)

Fotos da Vinedo de los Vientos

Mais informações sobre Enoturismo no Uruguai

Enoturismo no Uruguai: Fiz e amei. Confira as dicas!

Conhecendo as vinícolas do Uruguai: Pizzorno Family Estate

Conhecendo os variados terroirs uruguaios

Conhecendo as vinícolas do Uruguai: Casa Grande Vinos Y Bodegas

Bodega Spinoglio: vinhos, História e Enoturismo no Uruguai

 

Comentários

comentários

Close