.
Saca-Rolha vinho
Sommelier Bruno Ribeiro: aposta em clientes que até pouco tempo não conheciam as delícias do vinho

“Popularizar o consumo de vinhos e levar um produto de qualidade com preço acessível a uma camada da sociedade que até pouco tempo não se aventurava na descoberta das delícias dessa bebida”. É essa a proposta do sommelier Bruno Ribeiro (foto) e de seus sócios, o administrador Edson de Deus e da chef de cozinha Valéria Vieira, à frente da loja Saca Rolha Vinhos, instalada em uma área popular do Distrito Federal. Nessa entrevista, Bruno Ribeiro, que é profundo conhecedor das transformações pelas quais passa o mercado consumidor do vinho nos últimos anos e um apaixonado pelo que faz, fala com detalhes sobre o projeto de vanguarda da Saca-Rolha e revela que preço justo, educação do cliente, formação de novos profissionais de venda e  eliminação do fator esnobismo são a chave para a popularização do consumo do vinho. Confira a íntegra da reportagem:

BlogA Saca-Rolha é uma loja de vinhos instalada no JK Shopping, situado entre Taguatinga Norte e Ceilândia, áreas populares do Distrito Federal. Por que essa opção? IMG_9151Bruno – Nós acreditamos que existe um potencial muito grande neste público que está consumindo cada vez mais. O público-alvo da Saca Rolha Vinhos é aquele consumidor que ainda não é um comprador frequente de vinhos, mas quer ser. Ele gosta da bebida, mas não conhece muito do assunto e se sente intimidado numa loja de vinhos mais caros; ao mesmo tempo, se sente perdido quando tenta comprar vinhos no supermercado. A nossa aposta é de conjugar pequenos cursos de iniciação, preço acessível e uma seleção de rótulos que agrade a este apreciador iniciante.

Blog – Quais os critérios adotados para selecionar os vinhos da Saca-Rolhas? Bruno – Nossa proposta, desde o início, foi de atender um público que teve pouco contato com vinhos, ou muitas vezes, nenhum. Isto não quer dizer que este consumidor não tenha vontade de conhecer. O nosso foco, dado a nossa localização, é um vinho de preço acessível, mas sempre de boa qualidade. BlogQual o vinho mais barato e qual o mais caro disponível na loja e por quê? Bruno – O vinho mais barato é o Felitche Cabernet Sauvignon 2012 do Chile que custa R$ 25. O mais caro é o Antonio Saramago 2008 de Portugal que custa R$580. A loja está preparada para atender a todos os tipos de consumidores, pessoas que estão iniciando e pessoas que tem o conhecimento sobre o mundo do vinho.

Equipe Saca-Rolha Vinho
Os sócios da Saca-Rolha Vinhos: o sommelier Bruno César, o administrador Edson Antônio e a Chef de Cozinha e Jornalista Valéria Vieira

BlogQual o grande diferencial da Saca-Rolha frente às demais lojas de vinho de Brasília? Bruno – Acreditamos que existem dois diferenciais na loja Saca-Rolha: o primeiro é o cuidado com a escolha dos vinhos que vendemos e outro, mais importante,  o conhecimento e experiência dos nossos vendedores.

BlogOs impostos altos são ainda o grande entrave para popularizar o vinho no Brasil? Quais as outras barreiras? Bruno – Infelizmente, os impostos ainda são o grande vilão para popularizar o consumo do vinho no Brasil. As taxas são muito altas em relação a outras bebidas mais populares. Devido ao nosso clima tropical, a cerveja ainda é a maior concorrente por também estar associada a pratos mais simples, como o churrasco. Além disso, o país não tem tradição na produção de vinho e o consumo acaba ficando restrito a determinadas pessoas.

Blog – Quais as três nacionalidades de vinho que mais atraem o consumidor brasileiro? Em sua opinião, qual seria a razão disso?  Bruno – Chile, Argentina e Brasil. Os países citados, hoje apresentam vinhos de grande qualidade e preços mais acessíveis em relação aos países europeus.

Saca-Rolhas VinhosBlogNo Brasil ainda se produz muitos vinhos com uvas não viníferas, o que gera vinhos de qualidade baixa e de preço mais baixo. Esse vinho ainda é muito comercializado no país. Como você vê essa questão? Bruno – Acredito que podemos fazer um paralelo com o comércio de chocolates.  Até recentemente o chocolate produzido e consumido no Brasil era de qualidade muito inferior ao do chocolate produzido fora daqui.  Aos poucos o consumidor foi conhecendo e apreciando um chocolate feito com cuidado, com ingredientes de melhor qualidade e hoje, podemos dizer sem errar que o consumidor sabe quando o chocolate é bom. Acho que o mesmo está lentamente acontecendo com o consumo de vinhos.  O que existia em matéria de vinhos ou era muito caro ou muito ruim.  O meio termo, o vinho bem feito e com bom preço já está disponível.  E este é o nosso objetivo.  Levar este vinho até o consumidor.

Blog – Na sua opinião, o que deve ser feito para o brasileiro apreciar vinhos de mais qualidade? Bruno – Em primeiro lugar, oferecer ao consumidor vinhos de melhor qualidade com um preço acessível. Também temos de fazer um trabalho de popularização do consumo pela educação do cliente, pela formação de novos profissionais de venda e acima de tudo, retirar o fator esnobismo do consumo. O vinho tem que deixar de ser um produto de “luxo” para ser um produto de prazer, de lazer, como é a cerveja, a cachaça.  Enfim, o vinho tem falar a nossa língua e para isto temos trabalhado na Saca-Rolha.  Entender os rótulos, conhecer os países produtores, entender o processo de fabricação e saber diferenciar vinhos de regiões diferentes – é por isto que estamos oferecendo aulas para os nossos clientes mais interessados.

Saca-Rolhas
Saca-Rolha Vinhos: rótulos acessíveis e vinhos mais “caros” para atender todos os tipos de cliente

BlogExistem muitas outras lojas no Brasil com essa mesma proposta ou a Saca-Rolhas pode ser considerada vanguardista nesse contexto? Bruno – Não conhecemos outra loja com a mesma proposta e com o comprometimento tão sério quanto o nosso de formar a nossa clientela.  É importante dizer que a loja também conta com os vinhos “caros”, ou rótulos já aprovados e conhecidos.  O nosso maior desejo é formar uma parceria com nossos clientes, que eles venham à  nós com  a certeza que vão ser bem atendidos, vão aprender algo novo  e que vão sair satisfeitos com as sugestões dos nossos vendedores.  Esperamos também que a venda online pelo nosso site vá nos ajudar a manter a loja e, esperamos em um futuro próximo, abrir outras lojas da Saca Rolha.

Blog – Para finalizar, um conselho: quais os principais cuidados que uma pessoa interessada em abrir uma loja na área de vinhos deve ter hoje? Bruno – Meu principal conselho seria não subestimar o consumidor. É preciso respeitar mesmo o consumidor que você está tentando formar. Preço justo, instalação adequada, e pessoal treinado. E acima de tudo, sem esnobismo ou pedantismo. O vinho é um produto que dá prazer, alegria e assim deve ser tratado.

Comentários

comentários

Close