.
vinho verde
Vinho Verde – perfeito para o verão

Com a proximidade do verão, vinhos com frescor e leveza são uma ótima pedida, não é mesmo? Neste aspecto, o vinho verde se encaixa que é uma maravilha, é muito bem-vindo. Certamente, você já ouviu falar dele, mas sabe o porquê deste nome? E como ele se caracteriza?

Produzido exclusivamente no noroeste de Portugal, na província do Minho, entre a divisa com a Espanha, às bordas do Oceano Atlântico e ao sul às margens do rio Douro, o vinho verde é uma Denominação de Origem Controlada (D.O.C). Ou seja, é um produto de uma região geograficamente demarcada, certificada pelos órgãos responsáveis. 

Portanto, se o vinho é verde ele tem de necessariamente de ser proveniente dessa área especificada de Portugal.

Vinícola da província do Minho, região onde se produz vinho verde (FOTO: Reprodução)

O vinho é verde, mas a cor não é

Ao contrário do que se pode crer de imediato, esse vinho não tem coloração esverdeada. Na realidade, eles podem ser brancos (a maioria), rosés ou tintos e até espumantes. Mas, então, por que o nome? A origem é motivo de controvérsia até mesmo entre os enófilos. São variadas as teses. 

A versão mais aceita é a que relaciona a nomenclatura à característica paisagística predominante na região produtora do vinho. O clima frio e úmido nas áreas do noroeste português as torna verdejantes (os “jardins de Portugal”), nisto residiria a fonte de inspiração para o batismo. Digamos que está é a razão mais aceita pelos entendedores.

No entanto, outras teorias vicejam. Uma delas, sustenta que a denominação deve-se ao fato de ser um vinho a ser saboreado jovem, sem ter passado por longo período de maturação, associando-se à uva ainda verde. Outra, remete à acidez da bebida, fundamentando o nome no caráter gustativo, de uva verde.

Rótulo de vinho verde tinto (FOTO: Reprodução)

Características e variedades

As características marcantes do vinho verde são a leveza, frescura vibrante, boa acidez e  aroma notável. Isso deve-se, além das temperaturas mais baixas e à grande umidade das regiões produtoras, ao solo granítico onde as videiras são plantadas. 

Devido às condições climáticas, bastante afetadas pela vizinhança do Oceano Atlântico, a colheita costuma ser antecipada, prevenindo-se das chuvas de outono. Como as uvas são colhidas antes da total maturação, esse vinho tem baixo teor alcoólico (pouco açúcar).

A produção desse vinho é dividida em nove sub-regiões. O clima favorece sobremaneira o cultivo de uvas de castas brancas, mas há também variedades para vinhos tintos, rosados e até espumantes. 

Comentários

comentários

Close