.
Vinhos chineses à venda no catálogo da "Wine" (FOTO: Reprodução)
Vinhos chineses à venda no catálogo da “Wine” (FOTO: Reprodução)

O vinho nunca foi conhecido propriamente como um “negócio da China”. Isso vem mudando anos após ano, na esteira do crescimento econômico do país, que hoje tem o segundo maior Produto Interno Bruto (PIB) do mundo, passando a produzir e consumir cada vez mais. Os vinhos chineses têm se popularizado.

If they dont solve Xia Fanchen in front of them Vce Dumps earlier, maybe they really have a chance to die in the hands of Xia Fanchen You want to kill me, it is already impossible, goodbye. What are you doing with these wastes? 70-410 Exam Study Guide All of them are attacking me Real Exam Questions And Answers Huoyun Yak saw this scene and snarled. This is Certification Material the Preparation Materials first time that a boy of Xuan Yuanjing has seized two strong players in this field. In the end, after the bonfire ruined Wutongs hands, he let the other side live. However, at this time, everyone in the Burning Fire sect did not know the situation of the Southern Foundry Association. Big brother, should you be okay? Huang Liguo once again asked anxiously to his brother Road We dont worry, I believe that Mr must be fine Huang Actual Questions Test Liren said a Exam little embarrassed As for Xia Fanchen. They didnt even think about it, the number of each other was so much. If his own hall is destroyed by these monsters, then they will really be dead Boss, the demon in the temple is also dispatched. MA0-100 Free pdf He is very clear that as long Test PDF Study Guide as he is willing to take his own efforts, CISA exam questions and answers pdf he will be poisonous. Lets let go? How can we let go? You know, our parents are dead in their hands You can let go, I cant EX300 Certification Dumps let go The monkey boss Exam Paper said very seriously to the other apes He has now made Practice Test up his mind to go back Well since the boss insisted, I went On Sale Exam Paper PDF back with the PDF Download Real Testing boss. After hearing the words of Xia Fanchen, all the phoenixes were also relieved They all landed on the ground and began to rest in peace. But he is biting his teeth and still chooses to collide with his opponent You have no chance to win me, you just wait to die.

Você sabia que a China já é a quarta maior consumidora de vinho do mundo, atrás apenas de França, Itália e Estados Unidos? O país asiático é, atualmente, o sétimo maior produtor da bebida, com o expressivo volume de 1,4 bilhão de garrafas por ano – cerca de 5% do que é produzido no planeta. 

Neste mês, rótulos chineses começaram a ser comercializados pela primeira vez no Brasil. A Wine  passou a oferecer em seu site vinhos da vinícola Changyu Pioneer Wine Company, quarta maior produtora do mundo. São cinco rótulos, entre os quais está um vinho branco da região de Yantai, um Cabernet Sauvignon vinificado em branco e o destacado Changyu Reserve Noble Dragon Red 2016, que já vendeu 490 milhões de garrafas mundo afora. 

 Changyu Pioneer Wine Company, quarta maior produtora do mundo
Changyu Pioneer Wine Company, quarta maior produtora do mundo

História antiga

A produção de vinhos na China remonta a período milenar. O cultivo das uvas com essa finalidade já ocorria há mais de dois mil anos, porém era restrito para consumo no Palácio do Imperador e com finalidades religiosas, nos rituais. 

Nas últimas décadas, os chineses passaram a consumir vinho em escala significativa. Primeiro, os famosos Château de Bordeux e, mais recentemente, os australianos, tornaram-se febre no país. A produção local industrializada teve início em 1892, mas acelerou-se de fato a partir dos anos 90 do século XX, utilizando variedades europeias de uvas como Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc.

Com tecnologia, elaboração e importação de enólogos consultores da Europa, as vinícolas de quatro localidades passaram a se destacar: das províncias de Hebei e Shandong e das regiões autônomas de Xingiang e Ningxia.

O produtor He Lan Qinh Xue, um dos pioneiros na produção de vinho industrializado chinês, conquistou o Troféu Internacional Tinto, no Decanter World Wine Awards, patrocinado pela prestigiosa revista sobre vinhos Decanter, da Inglaterra. Esse fato contribuiu para a mudança de status da bebida produzida na Ásia.  

No entanto, a salto efetivo foi obra da propriedade Silver Heights. Foi ela que deu o impulso mais forte para rótulos chineses no mercado internacional. Emma Gao foi estudar enologia em Bordeaux incentivada pelo pai, Gao Lin, e voltou para a China após casar-se com o enólogo Thierry Courtarde, da Château Calon-Ségur. Após produzirem a primeira safra, foram bastante enaltecidos por importantes críticos. 

Projeções estimam que em 2025 a China será a terceira maior produtora e consumidora de vinho no mundo. Diante dos números das últimas duas décadas e da voracidade chinesa por mercados, não é de se estranhar que isso possa acontecer, não é mesmo?

Degustando Vinhos Chineses

Eu e a Bianca Dumas tivemos acesso a alguns dos vinhos chineses que chegaram no Brasil pela Wine e degustamos juntas para avaliá-los. O primeiro deles foi o Riesling Changyu Reserve Noble Dragon Blanc 2017

Riesling  Changyu Reserve Noble Dragon Blanc 2017
Riesling Changyu Reserve Noble Dragon Blanc 2017

No nariz o vinho mostrou muitas flores brancas e notas de salada de frutas, lembrando até um vinho aromático, como Gewurz ou Torrontés. Na boca, também era frutado, porém com final curto. Particularmente, achei o vinho amargo. A Bianca criticou a falta de uma boa acidez. Resultado: a garrafa ficou pela metade e foi pra geladeira para servir pra cozinhar. Preço de venda: R$54,00.

Cabernet Sauvignon Branco
Chateau Moser XV Blanc de Noir 2018 – Cabernet Sauvignon Branco

O segundo vinho que experimentamos foi o branco Chateau Moser XV Blanc de Noir 2018. Esse foi o primeiro Cabernet Sauvignon vinificando em branco na China. Na verdade, o vinho mais parece um rosé bem clarinho do que um branco propriamente dito. No nariz, é fresco e frutado, mas precisa de um pouco de tempo para mostrar essas características. Na boca, é leve, tem boa acidez e realça as frutas cítricas. Confesso, que não esperavámos muito desse vinho, mas entre os degustados foi o que mais surpreendeu. Preço R$85,80.

Zenithwirl Cabernet Sauvignon 2018.
Zenithwirl Cabernet Sauvignon 2018.

Por último, degustamos o tinto Zenithwirl Cabernet Sauvignon 2018. Infelizmente, decepcionou muito. O vinho tem muito toque herbáceo e pouca fruta, tanto no nariz como, principalmente, na boca. Também não tem peso, nem volume e nem persistência. A impressão que tivemos foi que para render os produtores acrescentaram água no vinho. Uma pena!!!! 🙁 O preço? R$42,70.

Bom, essa foi nossa impressão. E você, já experimentou algum vinho chinês? Gostou? Compartilhe sua experiência com a gente! 🙂

Comentários

comentários

Close