.

Em setembro do ano passado, tive a oportunidade de conhecer toda a linha Miolo Single Vineyard (relembre aqui) em evento de lançamento ocorrido no Dom Francisco Restaurante –  ocasião em que fiquei impressionada com a qualidade desses vinhos produzidos em solos brasileiros. Recentemente, pude degustar a linha completa novamente. Dessa vez, em jantar harmonizado na Trattoria da Rosário e com a apresentação super especial do Professor Sérgio Pires – a ocasião foi perfeita e serviu para confirmar as boas impressões da primeira degustação.

Etiene Carvalho (BVT), professor Sérgio Pires e o representante da Miolo Jorge Andrade
Etiene Carvalho (BVT), professor da ABS Sérgio Pires e o representante da Miolo Jorge Andrade
Etiene Carvalho (BVT), o Chef Rosário Tessier (Trattoria da Rosário) e Santiago Tamer, da Trilix Distribuidora
Etiene Carvalho (BVT), o Chef Rosário Tessier (Trattoria da Rosário) e Santhiago Tamer, da Trilix Distribuidora

Passo a passo do Jantar

O jantar foi organizado pela Trilix Distribuidora em parceria com o grupo Miolo e a Trattoria da Rosario. O menu foram de cinco etapas.

Espumante Seival by Miolo Brut Rosé

Peixe Marinado com espumante Seival By Miolo Brut Rosé
Peixe Marinado com espumante Seival By Miolo Brut Rosé

Para iniciar o jantar foi servido peixe marinado com o espumante fresco e elegante Seival by Miolo Brut Rosé, feito de Pinot Noir e Pinot Gris na Campanha Meridional. Nem preciso dizer que o casamento deu super certo, né? A leveza do prato ficou perfeita com a delicadeza da bebida.

Pinot Noir Single Vineyard x Riesling Single Vineyard

risoto de limão com filé de peixe grelhado ao molho de ervas e azeite extra virgem com Riesling e Pinot Noir da linha Miolo Single Vineyard
Risoto de limão com filé de peixe grelhado ao molho de ervas e azeite extra virgem com Riesling e Pinot Noir da linha Miolo Single Vineyard

Em seguida foi servido um ma-ra-vi-lho-so risoto de limão com filé de peixe grelhado ao molho de ervas e azeite extra virgem. Para esse prato foram escolhidos dois vinhos: o Riesling Johanniesberg Single Vineyard e o Pinot Noir Single Vineyard 2017. Para mim, particularmente, o Riesling (esse não é Riesling Itálico, viu? é Riesling Renano mesmo!!!! Igual aos da Alemanha :)) combinou muito mais com o prato por ser um vinho com boa acidez, persistência e elegância. Durante a degustação ele foi servido um pouco gelado demais, o que acabou prejudicando a percepção de sua sutil mineralidade (algo que lembro de ter percebido na ocasião do lançamento).

Já o Pinot Noir Single Vineyard apresentou muitas frutas vermelhas frescas e uns toques de especiarias doces. Estava bem leve e bem equilibrado, no entanto, esse vinho estagiou em barricas de carvalho francês, o que aportou aromas de madeira e um pouco de tanino, fazendo com que ele não harmonizasse muito bem com o peixe. Mesmo assim é um Pinot brasileiro que impressiona justamente por ser fresco e não ter a fruta madura típica dos Pinots do Novo Mundo. Ele é proveniente da Campanha Meridional (RS) e cultivado em um microlote do Vinhedo da Ponte.

Syrah 2017

 Para acompanhar o Raviolli de Vitelo foi servido o Syrah da linha Miolo Single Vineyard
Para acompanhar o Raviolli de Vitelo foi servido o Syrah da linha Miolo Single Vineyard

Syrah Single Vineyard

Para acompanhar o Raviolli de Vitelo foi servido o Syrah da linha Miolo Single Vineyard, produzido no Vale do São Francisco, na Bahia, com uvas de um microlote do Vinhedo do Mandacaru. O vinho mostrou muita fruta negra madura, acompanhada de especiarias, como cominho e pimenta negra. Sem dúvidas um vinho expressivo que vem mostrar como a casta Syrah está se adaptando muito bem aos diferentes terroirs do Brasil. Ficou entre os melhores da noite.

Touriga Nacional Single Vineyard

Brasatto de Vittelone escoltado pelo Touriga Nacional Miolo Single Vineyard
Brasatto de Vittelone escoltado pelo Touriga Nacional Miolo Single Vineyard

Touriga Nacional Single Vineyard

Pra quem desconhece, a Touriga Nacional é uma nobre variedade portuguesa, responsável por produzir excelentes vinhos com sabores intensos e distintos aromas. O Touriga Miolo Single Vineyard tem bom corpo, boa acidez e é bem equilibrado. A persistência é média, mas mostra um misto de frutas negras e um ligeiro toque de terra na boca. As uvas desse vinhos são colhidas em uma pequena parcela do Vinhedo da Tapera, na Campanha Meridional (RS). No nariz mostra um floral bem peculiar da casta. Um pouco de notas de barrica de carvalho também aparecem, mas de forma bem harmônica. Esse vinho ganhou 93 pontos do Guia Descorchados em 2018 e foi considerado um dos melhores da noite ao lado do Syrah Single Vineyard.

Almadén Demi-Sec

Pra encerrar em grande estilo, foi servido um espumante Almadén Demi-Sec bem descomplicado, leve, frutado e com final doce feito a partir de Chenin Blanc no Vale do São Francisco -BA. Para acompanhar, uma deliciosa Panna Cotta. Harmonização perfeita!

Panna Cotta e espumante Almadén Demi-Sec
Panna Cotta e espumante Almadén Demi-Sec

Sobre a linha Single Vineyard

É importante ressaltar que a qualidade desses vinhos não aconteceu por acaso. Na verdade, a linha Miolo Single Vineyard é bem especial porque seus  vinhos são produzido com uvas provenientes de um vinhedo único que acabam por refletir um microterroir específico a ele vinculados. A Miolo, inclusive, começou a empregar esse conceito “Single Vineyard”  após vários anos de pesquisa e desenvolvimento de parcelas singulares de solo em seus vinhedos. O resultado valeu a pena! Deguste que tenho certeza que você vai gostar :). Ah! e o melhor disso tudo é o preço: esses vinhos são encontrados em lojas especializadas no valor de R$85,00 a R$90,00. Nos restaurantes são vendidos a partir de R$115,00.

Linha Miolo Single Vineyard

Nas versões Riesling JohannisbergTouriga NacionalPinot Noir e Syrah, a linha Single Vineyard foi elaborada com uvas dos vinhedos do Rio Grande do Sul e da Bahia. Todos esses  vinhos vêm em lotes limitados e numerados, o que reforça a exclusividade da proposta.  Por ser uma linha exclusiva, ela não é comercializada em supermercados. Para encontrar qualquer um desses vinhos será preciso buscá-los em restaurantes, wine bars e casas especializadas. O que é interessante, além da qualidade, é o preço desses vinhos que podem ser encontrados nas lojas por R$90,00 e em restaurantes por até R$130,00.

Grupo Miolo

O Grupo Miolo possui projetos em 4 regiões do Brasil com vinhedos próprios: em Bento Gonçalves (RS), no Vale dos Vinhedos – Vinícola Miolo (100 hectares); em Candiota (RS), Campanha Meridional – Vinícola Seival (200 hectares); em Santana do Livramento (RS), Campanha Central – Vinícola Almadén (450 hectares); e em Casa Nova (BA), Vale do São Francisco – Vinícola Terranova (200 hectares).

Em Brasília a Trilix é a responsável pela distribuição dos vinhos do Grupo Miolo.

 

Comentários

comentários

Close