.

IMG_7992Mais de 1700 pessoas prestigiaram nos dias 12 e 13 de agosto a maior feira de vinhos nacionais do país – a Vinum Brasilis, realizada em Brasília. Este ano, em sua oitava edição, o evento contou com a participação de 24 vinícolas e mais de 200 rótulos puderam ser apreciados. Claro que eu também estive lá pra conferir as novidades e relatar aqui no blog.

IMG_7859

Como no ano passado, a feira aconteceu no Iesb da 613/614 Sul. A grande diferença desta edição foi o espaço. Desta vez, o local destinado à feira foi um pouco menor, mas, em compensação, ficou todo fechado nas laterais evitando o vento frio da noite. Além disso, o espaço reduzido incentivou à visita dos participantes a diversos estandes das vinícolas, uma vez que todos estavam localizados bem próximos uns dos outros. Particularmente, gostei da iniciativa! Também adorei os balcões de madeira – estilosos e padronizados – assinados pelo Luís Martins da Marcenaria Teresina.

IMG_7864

Não figurou na lista, mas foi um dos melhores também! – Os vinhos “Seleção 2015” foram eleitos às cegas por uma comissão julgadora da qual participei e, inclusive, já divulguei aqui no blog (relembre). No entanto, apesar de não ter figurado na lista final, eu não poderia deixar de mencionar um vinho que me agradou muitíssimo nessa edição da Vinum Brasilis. Seria injusto da minha parte. Trata-se do Maximo Boschi 2005 Merlot – Sem dúvida, esse vinho merece referência porque é fantástico! Equilibrado, redondo, frutado, intenso e persistente e apesar de ter 10 anos está muito vivo ainda, tanto na cor, olfato e paladar. Em degustação às cegas ou normal, não tem jeito: é um nacional diferenciado no meu ponto de vista.

IMG_8645

Se você quiser relembrar os vinhos eleitos pelo júri, aí está a lista de novo.

Selecao-VB2015

Vinhos Irreverentes – Por conta da iniciativa de Antonio Coêlho e Eugênio Oliveira do estande do Blog Decantando a Vida, o evento ganhou um brilho especial. Eles conseguiram trazer pra Brasília dois grandes nomes da produção de vinhos artesanais brasileiros: Eduardo Zenker e Vilmar Bettú, este último, inclusive, é pioneiro na produção desse tipo de vinho no Brasil. No estande do Blog Decantando a Vida e junto com as “celebridades” dos vinhos artesanais do Brasil bebi alguns exemplares criativos e “irreverentes”. Entre eles, um tal de Salarina 2013 do Bettú (apenas 250 garrafas produzidas!!!!). Vinho branco, extremamente intenso, cítrico e mineral, ou melhor, salgado – salgado mesmo! Mas, que delícia de vinho! Lembrou até uns exemplares interessantes da Nova Zelândia. O grande problema é que o Bettú não revelou a uva desse vinho…e estou aqui morrendo de curiosidades até agora…rsrsrsrs. Será um Peverella? Será um Garganega? Aiaiai…Quem sabe um dia eu descubro!!!

FullSizeRender (9)

 

IMG_7995

Destaque – Também gostei muito de conhecer um pouco mais de uma vinícola relativamente nova – a Aracuri – e de seus vinhos produzidos em Campo de Cima da Serra, uma região nova de clima frio e altitude elevada, localizada no Sul do país. Experimentei toda a linha, mas realmente, foi o Collector Merlot 2012, que inclusive figurou na lista dos top 11 desse ano, o que mais me chamou atenção pela fruta madura, mas não enjoativa, boa acidez, e persistência. Experimentando-o com calma, tive a oportunidade de ratificar minhas boas impressões. O momento também foi excelente para conhecer pessoalmente a simpática e atenciosa enóloga da vinícola – Paula Schenato.

collector-merlot-0b9ea89697ce10afc15fbd9a3147cd90-320-0

IMG_7883

Homenagem – Muito bonita e merecida também foi a homenagem que fizeram à colunista de Gastronomia do Correio Braziliense, Liana Sabo. Em Brasília, há 47 anos, Liana tornou-se um ícone na área e recebeu uma reverência da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Abrasel. Quem visitou a Vinum Brasilis, pôde apreciar a mostra “Contando Favas — 17 anos da crônica gastronômica de Liana Sabo no Correio Braziliense”, que apresentou – em 13 painéis com imagens, depoimentos de chefs e crônicas da jornalista – a história da evolução gastronômica em Brasília.

IMG_7903 (1)

Enocultura –  Muito legal também foi saber que, em breve, Brasília contará com novos cursos de vinho altamente profissionais ministrados pela respeitada Enocultura, escola de vinhos credenciada pela Wine Spirit Education Trust. Thiago Mendes, WSET 4 e diretor da Enocultura montou um estande exclusivo no evento para divulgar o trabalho da instituição aos enófilos da capital. Ele está bastante empolgado com o projeto de expandir os cursos da escola, que tem sede em São Paulo, e em breve irá divulgar boas novidades. Aguardem!

11903361_1094625280565624_1816062687_n

Geral – Mais uma vez Petrus Elesbão e sua equipe merecem aplausos pelo sucesso do evento, principalmente, por influenciarem a cada ano a divulgação e o consumo do vinho nacional em nosso país. Espero nas próximas edições da Vinum Brasilis ter a oportunidade de ver mais e mais vinícolas do interior de São Paulo, Goiás e Minas Gerais participando como parceiras deste projeto tão interessante para a indústria vitivinícola nacional. Afinal, sei que há muitos bons vinhos mineiros, paulistas e goianos por aí! Precisamos conhecê-los e difundi-los.

IMG_7909

 

Confira mais fotografias do evento

IMG_7984 (1)

IMG_8008

IMG_7912

IMG_8015

IMG_7904

IMG_7881

IMG_7885

IMG_7886 (1)

IMG_7989

IMG_8012

IMG_7917

IMG_7889

IMG_7894

IMG_7896 (1)

IMG_7865

FullSizeRender (2)

 

 

Close