Um passeio pela Peterlongo – única vinícola brasileira que produz champagne

Peterlongo: localizada em Garibalidi-RS, capital do espumante
Peterlongo: localizada em Garibalidi-RS, capital do espumante

Uma vinícola sensacional que é destaque no Vale dos Vinhedos e merece ser visitada é a Peterlongo – a primeira e única do Brasil a produzir champagne. (Relembre a diferença entre espumante e champanhe aqui).

Champagne Peterlongo
Champagne Peterlongo Elegance

A Peterlongo fica na cidade de Garibaldi-RS, considerada “a capital do espumante”, e conta com uma história de mais de cem anos. Atualmente produz mais de 4,2 milhões de bebidas por ano, entre sucos de uva, vinhos com e sem álcool, frisantes, espumantes e champagnes.

Residência em forma de um castelo
Residência em forma de um castelo, como na França. Foto: Divulgação

A vinícola é bonita por fora e por dentro. Suas instalações incluem uma residência em forma de castelo  e uma cave subterrânea de 10 mil m². Toda em pedras basalto, a cave baseada nos moldes franceses, mantém constante a temperatura das garrafas em todas as estações do ano. Com o decorrer dos anos a cave foi sendo ampliada para poder acompanhar o crescimento da produção de champagnes. 

Cave da Peterlongo
Cave da Peterlongo

Do lado de fora o castelo com vista para o centro de Garibaldi, conta com um belo jardim que é hoje é palco de um projeto de sucesso na Serra Gaúcha, denominado Wine Movie – uma experiência que acontece sempre aos sábados no fim da tarde e consiste na projeção de filmes regados à vinho e champanhe e comidas de foodtruck.

Área Externa da Vinícola
Área Externa da Vinícola
Projeto Wine Movie Peterlongo
Projeto Wine Movie Peterlongo na área externa: cinema e vinho. Foto: divulgação

Visita

Tour Armando Peterlongo
Tour Armando Peterlongo

O Tour que participei foi o Armando Peterlongo, que acontece diariamente de 8h às 17h e tem duração de uma hora. É um passeio muito rico em detalhes históricos da vinícola. Ele passa pelo jardim, vinhedos e segue para a sala de vinificação, onde se recebe explicação detalhada sobre o processo de produção de vinho;

Sala de vinificação
Sala de vinificação

Também visita as barricas e caves subterrâneas, onde é possível ver de perto as garrafas de espumante nos pulpitres durante o processo de segunda fermentação.

Espumantes em segunda fermentação
Espumantes em segunda fermentação nos pulpitres. Foto: divulgação

O tour também inclui um passeio ao museu da vinícola e finaliza com uma degustação de alguns dos principais vinhos e espumantes da Peterlongo. O agendamento deve ser feito pelo email varejo@peterlongo.com.br .

Fim da visita na sala de degusta'c~ao com produtos da vinicola
Fim da visita na sala de degusta’c~ao com produtos da vinicola

A Peterlongo e o champagne no Brasil

Manoel Peterlongo
Manoel Peterlongo

O imigrante italiano Manoel Peterlongo chegou ao Brasil em 1899. Neto de um produtor de espumantes, ele começou a produzir a bebida em 1913, seguindo a metodologia difundida por Don Perignon, com o método champenoise. Em 1915 fundou oficialmente o Estabelecimento Vinícola Armando Peterlongo S/A, nome em homenagem ao único filho homem da família.

Peterlongo

A Peterlongo foi a primeira vinícola brasileira a empregar mão de obra feminina e, na década de 1930, com a instauração das leis trabalhistas, Armando Peterlongo, que herdou a empresa do pai, foi o primeiro empresário da região a pagar o salário mínimo aos seus operários.

A empresa ampliou as vendas no Brasil e chegou ao mercado internacional, levando seus produtos, em 1942, à conceituada rede americana Macy’s, em Nova Iorque.  A marca Peterlongo tornou-se obrigatória em solenidades oficiais, batismos de navios e aviões. A bebida estava sempre presente em banquetes oferecidos pelo governo Getúlio Vargas e foi elogiada até pela rainha da Inglaterra, Elizabeth, ao visitar o Brasil.

Museo Peterlongo
Museo da Vinicola

Na primeira metade do século XX, vinícolas francesas chegaram a questionar a utilização do termo champagne em rótulos de brasileiros. Em 1974, o Supremo Tribunal Federal, no entanto, julgou improcedente o questionamento e a Peterlongo ganhou o direito da denominação, que fora absorvida desde o início da elaboração da bebida por Manoel Peterlongo. Além do histórico de elaboração de champagnes pelo método tradicional, o STF levou em conta para a decisão o fato de a vinícola ter sido a primeira a plantar uvas viníferas brancas no Brasil, além de importar leveduras de alta qualidade da França.

Mesmo assim o assunto ainda é polêmico e divide opiniões. Hoje a Peterlongo mantém o termo somente nos rótulos Elegance, linha top de espumantes. Nos demais aparece apenas espumante.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on pinterest
Pinterest

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.

Visite as nossas páginas de Políticas de privacidade e Termos e condições.

Importante: Este site faz uso de cookies que podem conter informações de rastreamento sobre os visitantes.