.

logoUm pedacinho de Buenos Aires em Brasília – é assim que eu defino o restaurante argentino  Corrientes 348. O local é bem aconchegante, principalmente à noite, quando fica à meia-luz para propiciar um clima mais romântico aos frequentadores do local.

Jantar com amigos no Corrientes 348 em Brasília-DF
Para matar saudades de Buenos Aires

Quem nunca experimentou a badalada carne argentina não pode deixar de ir ao restaurante e quem é fã dos famosos cortes portenhos tem obrigação de conhecer o local. Na última vez, que estive no Corrientes 348  fui acompanhado do meu marido e de um casal de amigos que esteve conosco em Buenos Aires no início do ano. Escolhemos o restaurante para matar a saudade da viagem.

O interessante do Corrientes 348 é que é sempre assim: logo que a gente senta e começa a analisar o cardápio, deliciosos pães assados com chimichurri (tradicional molho argentino e uruguaio à base de salsinha, alho, cebola, tomilho, orégano, pimenta vermelha moída, pimentão, louro, pimenta do reino, mostarda em pó, salsão, vinagre e azeite de oliva) chegam à mesa como cortesia da Casa. A entrada cai super bem, pois permite que a gente escolha o prato sem pressa enquanto distrai a fome.
Porções ideais para o número de pessoas da mesa
Porções ideais para o número de pessoas da mesa

No menu são várias as opções:  ojo de  bife, carré de cordeiro, bife de chorizo, vazio de costela, etc – confesso que é bem difícil escolher. O ideal é pedir sugestão para os garçons da casa, que são sempre muito atenciosos e sinceros, inclusive na hora de recomendar a porção ideal de carne para servir bem as pessoas da mesa. Os acompanhamentos são pedidos à parte e considero imperdíveis a polenta, a salada Juliana e a farofa.

O Corrientes 348 não é um restaurante barato, mas também não é caro, pois as porções são bem fartas e a qualidade das carnes é muito equivalente às servidas nos tradicionais restaurantes de Buenos Aires, como o Cabana Las Lilas e o Siga la Vaca.
Alma Única 2010 - excelente indicação do sommelier da Casa
Alma Única 2010 – excelente indicação do sommelier da Casa

O melhor da casa, claro, é a carta de vinhos. A adega do local dispõe de mais de 140 rótulos – dos mais variados preços, aromas e sabores – todos muito bem selecionados. Para quem não quer ter dúvida na hora de harmonizar, o argentino Catena Malbec (cerca de R$98,00) é garantido para acompanhar os deliciosos cortes servidos. Agora, quem gosta de conhecer novos vinhos, o ideal mesmo é chamar o sommelier do local para pedir sugestões. Na última vez que estive no Corrientes 348 experimentei o Alma Negra 2010 (cerca de R$120,00), por sugestão do sommelier e fechei a noite com chave de ouro. Mas, se depois de tudo ainda sobrar espaço para a sobremesa, recomendo a panqueca de dulce de leche – a mais pedida no restaurante.

Em Brasília, o 348 está localizado no Bloco D da SCLS 411 e funciona de terça a sábado no almoço e no jantar. No domingo o restaurante só serve almoço das 12h às 18h. Também há Corrientes 348 em São Paulo e em Curitiba. Quem tiver interesse em conhecer deve visitar o site do restaurante para verificar os endereços e os horários de funcionamento.

Comentários

comentários

Close