.

Os brasileiros aumentaram o consumo de vinhos chilenos em 2016 e novamente o Chile fechou o ano liderando com folga o ranking de vinhos importados no Brasil. É o que aponta pesquisa recente da International Consulting: no ano passado, o crescimento em relação a 2015 foi de 14% em valor e 18% em volume, representando uma fatia de mercado de 44% em valor e 48% em volume, mais do que o dobro do segundo colocado, a Argentina, que detém 16%.


A Wines of Chile, associação que representa a indústria chilena de vinhos, atua no Brasil com participações em alguns dos principais eventos de vinhos, além da realização de atividades próprias, como o aguardado Tasting Wines of Chile em São Paulo, um dos eventos mais importantes do calendário vitivinícola nacional.

Em 2017 as atividades têm início com a participação no ExpoVinis Brasil, principal feira de vinhos na América Latina que acontece em São Paulo entre 6 e 9 de junho. Para apresentar aos visitantes as novidades de um dos terroirs mais diversificados do mundo, a WOC vai trazer as tendências e destaques das vinícolas: Alto Quilipin, Aresti, Bouchon Family Wines, Doña Javiera, La Ronciere, MontGras, Pérez Cruz, Sur Valles Wine Group e Sutil Family Wines.


“As atividades realizadas pela Wines of Chile no Brasil têm como principal objetivo apresentar a diversidade de terroirs, vales, uvas e técnicas da indústria do vinho no Chile. A altíssima qualidade e a variedade de nossos rótulos são validadas pelo consumidor brasileiro, que ano a ano tem apreciado cada vez mais os vinhos chilenos”, resume Angelica Valenzuela, diretora comercial da Wines of Chile, que virá a São Paulo especialmente para o evento.

“A participação no ExpoVinis reforça nossas estratégias para fortalecer a presença da oferta chilena de vinhos no mercado brasileiro e estreitar ainda mais as parcerias comerciais existentes entres os dois países. O Brasil é o principal destino dos alimentos chilenos na América Latina e os vinhos se destacam: desde 2002, nossos rótulos lideram o ranking de vinhos importados no Brasil, contando com crescente e ampla aceitação dos consumidores. Fechamos 2016 com bons resultados, com cerca de 44% do mercado”, resume María Julia Riquelme, diretora do ProChile Brasil.

Fonte: CH2A Comunicação

Comentários

comentários

Close