.

  

Espumante, vinho branco e rosé: ideais para iniciantes

O mundo dos vinhos é diversificado: desde o momento a sós após um dia de trabalho, ou um almoço com os amigos até ocasiões maiores como festas. Para os iniciantes, uma dúvida comum é a de qual rótulo provar, para que a experiência seja a melhor.

Na verdade, todos podem aprender a beber e apreciar vinho. Cada rótulo tem seus detalhes e suas inúmeras variações, desde as características de cada uva até as modificações que ocorrem dentro de cada garrafa.

Um site com bons rótulos e excelente custo-benefício é a Vinho Fácil. Eles contam com bebidas diversas de regiões com vinícolas famosas do mundo inteiro, como Alentejo, Piemonte, Languedoc-Roussillon e muito mais. Abaixo, vou falar um pouquinho de três tipos ideais para quem está começando a tomar essa bebida: espumante, vinho branco e rosé.

Espumantes, sempre gelados

Pessoas sem o hábito de beber podem iniciar com espumantes demi-sec, ou seja, aqueles adocicados ou meio-doces. O importante é experimentar! São agradáveis na boca e ideais para começar, tendo em vista seu teor de açúcar que é um pouco mais alto. Quem gosta de algo mais seco, pode apostar em um bom espumante brut para refrescar o paladar! Se você ficar na dúvida, basta olhar no rótulo pois essas palavras – brut ou demi-sec – estarão lá.

As notas aromáticas podem variar de florais às cítricas, passando por amarelas e frutas vermelhas, especialmente no caso dos espumantes rosés.

Vinho branco: perfeito para começar

vinho branco é excelente para o clima do Brasil. Ele é refrescante e combina com uma ampla variedade de refeições, por esse motivo também é muito bom para quem está a fim de experimentar.

A rainha das uvas brancas, Chardonnay, é capaz de produzir grandes exemplares e que tem um sabor delicioso. Outra uva de origem francesa é a Sauvignon Blanc, que geralmente remete aos aromas de frutas cítricas e vegetais.

No site que citei anteriormente eles disponibilizam tanto vinhos com Chardonnay, quanto com Sauvignon Blanc. Eles também oferecem opções de vinho branco com Pinot Grigio, Moscato, Chenin Blanc, entre outras.

Rosés: muito amados!

Se você quer começar a beber esse tipo de vinho, opte pelos rótulos mais frutados, muitos possuem aromas de cereja e framboesa, por exemplo.

A temperatura ideal do rosé é ligeiramente mais alta que do branco, entre 9ºC e 12ºC – a temperatura de consumo do rosé busca manter seu frescor característico. Uma boa dica, é mantê-lo na geladeira por aproximadamente uma hora e meia antes de servir.

Um breve resumo em 3 dicas simples para começar a beber vinho:

1º: Comece a beber – Para aprender a degustar, precisamos ter experiências. E elas só ocorrem quando nos aventuramos e provamos.

2º: Prove novos sabores – No início, você encarou vinhos mais adocicados. Com o tempo, é comum o seu paladar ir evoluindo, então vale a pena provar vinho branco seco, um espumante brut e um vinho tinto jovem e frutado, por exemplo. Não tenha medo dos tintos!

3º: Encontre as uvas da sua preferência – Dependendo da uva, o sabor e o aroma de um vinho podem mudar radicalmente. Para quem está começando, o ideal é que o vinho seja à base de uvas aromáticas e com pouca complexidade. Se for optar pelos vinhos brancos, escolha os jovens e sem passagem em carvalho, a exemplo dos feitos com Sauvignon Blanc. Tintos secos mais leves, como os Pinot noir e Merlot, também podem agradar aos paladares iniciantes.

Agora é colocar em prática! Leia também os posts que eu fiz explicando sobre a Sauvignon Blanc e a Chardonnay, você vai gostar!

Comentários

comentários

Close