.

Muitas pessoas conhecem os vinhos italianos, principalmente os mais famosos, como os Barolos, Chiantis,Brunellos,Supertoscanos, elaborados com uvas também conhecidas como a Nebbiolo, Sangiovese e até outras internacionais como a Cabernet Sauvignon e a Merlot. Mas hoje eu gostaria de falar de uma uva italiana um pouco diferente. Essa uva se chama Aglianico, muito conhecida nas regiões de Campania e Basilicata, no sul da Itália.

Seria o “Barolo do Sul”, como já li em alguns lugares?

É uma casta que produz vinhos tintos encorpados, escuros, tânicos, com boa acidez, aromáticos e com bom potencial de envelhecimento, especialmente quando cultivadas em solos vulcânicos. É muito comum perceber nesses vinhos notas de cerejas marrasquino, notas de violetas, chocolates e ameixas.

Aglianico del Vulture

E por falar em solos vulcânicos, é da região de Basilicata o Aglianico del Vulture, cultivado nas encostas do extinto vulcão Vulture, com vinhas que chegam a 900 metros de altitude. É possível encontrar o Aglianico del Vulture em diversas importadoras aqui no Brasil. Esse vinho da foto é da importadora Porto a Porto e, em Brasília, encontrei no Supermercado Dona de Casa por um preço super acessível.

Taurasi

Agora vamos falar do vinho mais importante produzido com essa uva: o Taurasi, que eu adoro! 😊Produzido na região da Campania, que faz fronteira com Basilicata, e que também possui solos vulcânicos. É o mais famoso tinto da região!

Taurasi da Campania
Taurasi da Campania

Esse vinho da foto é o Taurasi da Feudi de San Gregorio, um dos principais produtores da região e a foto foi tirada de um vilarejo chamado Calitri bem na fronteira de Basilicata e Campania. Para quem tiver oportunidade, a região é linda e vale a pena ser visitada.

O Taurasi também pode ser encontrado em diversas importadoras e lojas especializadas em vinhos, como a World Wine, Decanter, e outras.

Para ajudar um pouco, aí vai algumas dicas de alguns bons produtores: D´angelo, Feudi Di San Gregorio, Mastroberardino, Villa Matilde, Galardi, Paternoster.

Só uma última curiosidade, apesar de ser uma casta tipicamente italiana, fiquei sabendo que alguns produtores da Austrália e Estados Unidos estão trabalhando com essa uva e um deles é a Seghesio, que faz um Zinfandel que eu gosto muito.

Então é isso! Respondendo a pergunta do início: se é o Barolo do Sul eu não sei, mas são vinhos diferentes da Itália, de alta qualidade e que valem a pena serem degustados!

 

Texto: Bianca Dumas do instagram @vinhobonzao

 

 

 

 

Comentários

comentários

Close