.
sofavinc
Sociedade de Fabricação de Vinhos de Camarões – bebida em larga escala destinada a consumidores de baixa e média renda

Foi tarefa impossível conseguir um bom vinho da República de Camarões para degustar e apresentar aqui no blog e dar continuidade ao especial Copa 2014 (leia vinhos da Croácia e do México). Não encontrei nem mesmo um sommelier ou enófilo que já tivesse tido a experiência de degustar um bom vinho daquele país. Bem que eu tentei, mas o que  acabei descobrindo é que por lá quem manda mesmo é a Raffia Wine (bebida fermentada a partir da seiva do coqueiro, cujo o termo Wine é erroneamente empregado, pois não é feito de uva) e o licor de milho. Existe também a Sofavinc – a Sociedade de Fabricação de Vinhos de Camarões – mas que só produz vinho com foco em consumidores de baixa e média renda, ou seja, vinho de qualidade em Camarões só mesmo quando é importado.

Ndolé - prato típico de Camarões que pode ser harmonizado com Chenin Blan ou Pinotage
Ndolé – prato típico de Camarões que pode ser harmonizado com vinhos africanos. O da foto está acompanhado de peixe e banana frita.

Vinho africano e comida típica de Camarões – Para não deixar de produzir o post referente ao terceiro adversário do Brasil na Copa, optei por procurar vinhos da África, já que Camarões integra esse continente. A saída foi selecionar dois vinhos da África do Sul, país com tradição vitivinícola que ultrapassa 350 anos. Os vinhos que selecionei são de duas uvas muito típicas naquela região: a Chenin Blanc e a Pinotage que harmonizam muito bem com uma comida típica camaronesa: o ndolé (um cozido constituído de folhas amargas (ndolé), amendoim, carne, peixe ou camarões).

Vinho para harmonizar com comida de Camarões
Fleur du Cap Chenin Blanc 2013 – bem estruturado é ideal para acompanhar refeições

AvaliaçãoFleur du Cap Chenin Blanc 2013 (R$48). A Chenin Blanc é uma casta extremamente conhecida na África do Sul, onde é chamada Steen. Lá é o tipo de uva mais plantado e, por ser muito versátil, pode produzir vinhos secos, doces e até espumantes. Este exemplar é da vinícola Fleur Du Cap, situada em Stellenbosch, uma das mais importantes regiões vitivinícolas da África do Sul. É um vinho muito aromático, estruturado e saboroso,  ideal para ser apreciado com comida, pois apesar de certo frescor,  apresenta bastante caráter amanteigado, devido o amadurecimento em carvalho francês, o que dá uma sensação de mais peso na boca exigindo uma boa refeição para acompanhá-lo. Embora seja seco, ele também tem um certo adocicado em boca, mas não é enjoativo, pois a alta acidez dá um equilíbrio bem interessante ao vinho. Esse sabor um pouco doce, inclusive, é o que faz dele um bom acompanhante do ndolé, pois vai equilibrar o certo amargor da refeição, que é a característica principal do prato.

Pinotage e Camarões
Fleur du Cap Pinotage 2012: frutas vermelhas em compota e certo adocicado no paladar

O Pinotage Fleur Du Cap 2012 (R$49)  também é um excelente vinho para acompanhar o ndolé pelo caráter de frutas vermelhas em compotas e pelo certo toque adocicado que deixa no paladar, apesar de ser um vinho seco; também apresenta peso em boca decorrente da passagem de 12 meses por barrica de carvalho francês e americano. Esse vinho é feito 100% de Pinotage, uva desenvolvida na própria África do Sul a partir do cruzamento da Pinot Noir com a Cinsault. Por não ser cultivada em nenhum outro lugar do mundo, a Pinotage é também considerada a casta mais importante do país.

Indico esses dois vinhos para aquelas pessoas que estão começando a apreciar vinhos secos, pois são bem fáceis de beber e harmonizar. É aprovação certa! Ambos podem ser adquiridos no site da Wine.com.

E para quem ficou curioso para experimentar o ndolé segue, abaixo, a receita que encontrei em um site especializado em comida africana:

Ndolé
Ndolé – Comida típica de Camarões, o da foto está acompanhado por filé e banana frita

NDOLÉ 
Ingredientes

folhas de Ndolé (ou espinafre)
400g de amendoim
3 cebolas picadas
3 dentes de alho picados
200ml caldo de galinha
óleo de palma (azeite de dendê)
sal
pimenta chilli

Modo de Preparo

Lavar as folhas ndolé e corte em fatias finas, ferva-os com sal grosso para suavizar e descarte a água de cozimento, resfriando em água gelada. Repita este procedimento 2 ou 3 vezes para remover a amargura das folhas. Este passo não é necessário se você tem ndolé compradas pré-preparadas.
Triturar o amendoim com um pouco de água, fazendo uma pasta.
Refogar cebola e alho no óleo de palma.
Adicione a pasta de amendoim.
Cozinhe por uma hora, adicionando água aos poucos.
Mexa regularmente para evitar que a massa grude.
Adicione as folhas de ndolé, o sal, a pimenta, o caldo e a pimenta, e cozinhe por 30 minutos.

Sirva com banana frita ou arroz acompanhando carne assada, peixe ou camarão frito.

 

Comentários

comentários

Close